Umuarama

Tecnológia

Estação Meteorológica da UEM vai beneficiar planejamento dos agricultores

20/05/2019 08H20

uem-meteorológica-umuarama

Influenciada diretamente pelo clima, a agricultura hoje conta com recursos tecnológicos para não ser surpreendido na hora do plantio e colheita. Em Umuarama, o campus fazenda da Universidade Estadual de Maringá (UEM) conquistou uma destas tecnologias, que apoiará os agricultores locais e da região.

Segundo o professor do curso de Agronomia da UEM, João Paulo Francisco, em meados de abril o campus fazenda da universidade finalizou a instalação de uma moderna estação meteorológica, que já está oferecendo dados para a comunidade. A unidade coleta dados de temperatura, umidade, radiação solar, vento, precipitação e o objetivo é levar informação para os agricultores e desta forma auxiliar na tomada de decisão e futuramente no planejamento agrícola.

Conseguimos essa estação meteorológica por meio do projeto do professor do núcleo de Agronomia da UEM de Maringá, Marcos Rafael Nanni. O equipamento foi adquirido com o intuito de estabelecer uma rede de coleta de dados atmosféricos do Noroeste do estado do Paraná. A ideia é a instalação de duas estações como essa torre e mais oito estações de médio porte. Tudo isso para alimentar um banco de dados e gerar modelos locais mais precisos que os atualmente utilizados”, explicou o professor Francisco.

Ainda conforme o professor, os equipamentos foram adquiridos pelo edital da Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep) e os dados da estação meteorológica podem ser coletados pela comunidade no site: http://www.dca.uem.br/1clima.htm. “Com essas informações o agricultor pode melhorar sua tomada de decisão, que seria, identificar o melhor momento para o plantio, prática de irrigação e controle de doenças”, explicou.

Planejamento agrícola

Na próxima semana, a UEM receberá mais um equipamento para dinamizar a coleta de dados da estação meteorológica e com o passar dos meses e a formatação de um banco de dados (série histórica), a universidade poderá fornecer informações ao produtor rural para qualificar um planejamento agrícola. “Conseguimos fazer o balanço hídrico daquela região e saber se o solo está com umidade propícia ou não para o desenvolvimento da cultura. Esses dados meteorológicos se tornam uma ferramenta para os produtores buscarem melhor produtividade na lavoura”, disse João Paulo.

Com a série histórica conseguimos fazer o planejamento agrícola, ou seja, saber a melhor época de plantio de uma determinada cultura. Os dados meteorológicos têm essas duas funções: tomada de decisão e planejamento agrícola”, explicou.

SEGUNDA FASE

Com a instalação da estação meteorológica e o início da coleta de dados o projeto segue para uma segunda fase, que será levar as informações para o produtor rural de Umuarama e região. Neste ponto o professor João Paulo explica, que os números fornecidos pelos sensores da estação seriam convertidos em significado. “Queremos mostrar pra eles como cada elemento meteorológico vai influenciar na propriedade dele. Vamos mostrar como ler esses números”, noticiou.

Outra proposta do projeto é a construção de um aplicativo de smartphone, no qual, o agricultor pudesse fornecer os números climatológicos e consecutivamente, o software disponibilizar informação, como se está no momento da irrigação ou plantio.