Umuarama

Saia do Vermelho

Especialistas dão dicas para começar o ano com o orçamento familiar em dia

04/01/2022 08H27

No começo de ano é comum os estabelecimentos comerciais e shopping centers prometerem descontos e parcelamento prolongados. As facilidades de compra seduzem os consumidores, porém, com o aumento no custo de vida e a chegada dos impostos, a dica para manter no começo do ano a saúde financeira é planejamento.

Jornal Ilustrado

O secretário do Procon de Umuarama, Deybson Bitencourt e o professor e coordenador dos cursos de graduação e pós-graduação da Faculdade Alfa de Umuarama, Celso Ferrari, recomendam cautela e planejamento do orçamento familiar neste período do ano. “O consumidor deve avaliar a real necessidade da aquisição e se certificar de que o valor corresponda à oferta ou a publicidade anunciada. Nunca compre por impulso é preciso conhecer o orçamento familiar”, ressaltou Bitencourt.

Jornal Ilustrado

O professor Celso Ferrari lembrou que os trabalhadores receberam o 13º Salário e o uso racional desse recurso é importante para as pessoas não adquirirem complicações financeiras ao longo do ano. A orientação é usar a reserva para pagar os impostos, como IPTU E IPVA, pois apresentam desconto para quem paga à vista. Além dos impostos, o dinheiro pode ser usado para aquisição do material escolar dos filhos. “O planejamento financeiro é ideal para ter tranquilidade e qualidade de vida”, disse.

COMPRAS

Já na questão do consumo e neste momento de promoções, Bitencourt alertou que o estabelecimento deve informar os preços com descontos. “Todo produto que estiver em promoção deve vir informado ao consumidor o preço anterior e o atual com o valor do desconto. Além disso, alguns estabelecimentos vendem, na promoção, produtos com pequenos defeitos. Quando o consumidor faz a compra sabendo do defeito, a loja não tem obrigação de dar garantia para esses problemas”, explicou o secretário.

Caso o defeito não for conhecido do consumidor, o prazo para reclamar de defeitos aparentes ou de fácil constatação é de 30 dias para produtos não duráveis ou 90 dias para bens duráveis.

CUSTO DE VIDA

Com os reajustes no preço dos combustíveis, energia elétrica, água e alimentação, o custo de vida aumentou nos últimos dois anos. “Isso promove redução no poder de compra do consumidor. Por isso é importante ter o planejamento do orçamento familiar do ano e evitar problemas com bancos, juros e órgãos de cobrança. O dinheiro não é tudo, mas é importante para ter a subsistência e conforto para todos da família”, alertou o professor Ferrari.

CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL

Se o dinheiro encurtou nos últimos anos existe a possibilidade de o Ano Novo trazer um emprego novo. “Podemos almejar uma melhor remuneração e sair da zona de conforto. Para isso, é importante buscar capacitação profissional. Procurar um curso técnico, graduação, curso de idiomas e demais qualificações. Essa ação pode abrir portas. Vemos que em Umuarama e região existem postos de trabalhos disponíveis, mas que exigem especialização. Busque reservar recursos financeiros para uma qualificação profissional”, enfatizou Celso Ferrari.

SE POSSÍVEL, GUARDE

Caso sobre dinheiro, após o pagamento das contas, tanto Deybson Bitencourt como Celso Ferrari orientaram a população para investir. “No geral muitos não têm o conhecimento de investir. Mas existem situações tradicionais, como a caderneta de poupança ou até a aquisição de um consórcio. Outra dica é fazer uma planilha para conhecer as despesas mensais e observar o supérfluo ou o que não é para o momento. Desta forma, é possível a aquisição de produtos de forma mais responsável”, finalizou o coordenador.