Policial

MAIO AMARELO

Envolvimento da sociedade e mudança de comportamento marcaram campanha

27/05/2019 11H51

A campanha mundial Maio Amarelo entra na reta final esta semana e em uma avaliação prévia os organizadores constataram que o envolvimento da sociedade é fundamental para a promoção da mudança de comportamento e atitudes de pedestres e condutores.

Percebemos que este ano nossos parceiros literalmente vestiram a camisa e essa atitude de abraçar gerou como resultado um envolvimento muito maior de quem era abordado. Ocorreram muitos casos onde quem recebia o panfleto falava ‘nossa, você abraçou essa causa. Também vou fazer isso’. Esse é um engajamento que mostra resultado e ocorreu este ano, o que é muito bom para todos nós como sociedade para termos um trânsito mais seguro”, ressaltou a diretora da Umutrans, Dianês Piffer.

PARCEIROS

Ela está a frente da campanha em Umuarama juntamente em parceria com a Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Ciretran. O reforço ocorreu por parte do Rotary Club Umuarama, Conselho de Trânsito, Secretarias de Educação Municipal e Estadual, Associação Moto Clube Feras e o Grupo Colmeia.

FOCO

O enfoque do Maio Amarelo na cidade são os motociclistas. Apesar de representar apenas 26,8% da frota veicular em circulação em Umuarama, os motociclistas estão diretamente envolvidos na maior parte dos acidentes com vítimas.

Entre janeiro e abril, o Corpo de Bombeiros atendeu 281 acidentes dentro da cidade, sendo que em 67,61% (190) deles havia ao menos um motociclista envolvido.

Nos 24 primeiros dias de maio de 2019 o Corpo de Bombeiros atendeu 64 ocorrências, sendo que em 44 delas havia um motociclista envolvido. No mesmo período de 2018 foram 65 acidentes vitimando 50 condutores de motos. Houve uma queda, mas precisa melhorar.

MORTES

Entre janeiro e março o trânsito de Umuarama matou sete pessoas. Deste total, cinco eram motociclistas e havia a suspeita de embriaguez, segundo Dianês. “Uma morte já seria um número alto. Mas estamos comemorando pois não registramos nenhum acidente com vítima fatal em abril e maio”, ressaltou Dianês. Ela credita esses números positivos a mudança de comportamento.

RETA FINAL

Durante todo o mês de maio também foram realizadas blitzes fiscalizatórias, inclusive com o uso do etilômetro. Segundo Dianês, ainda há atividades que devem ocorrer essa semana e que vão chamar a atenção das pessoas para a necessidade de mudar de atitude.

ANJINHOS

Dentro da estratégia de mudanças de atitudes no trânsito pela educação, estão em fase de instalação nas ruas da cidade os ‘anjinhos’ que registram a velocidade dos veículos, servindo como alerta para que o condutor se mantenha dentro do limite estabelecido em cada via. Os equipamentos ainda dispõe do identificador automático de placas da Secretaria de Segurança Pública, acionando as centrais da Polícia Militar e da Guarda Municipal quando carros com alerta de roubo/furto passam pelos locais.

EDUCAR

O objetivo é tornar a cidade mais segura de uma forma conjunta, buscando a redução do número de acidentes e também com a diminuição da quantidade de furtos e roubos de veículos”, enfatizou Dianês.

Ela destacou que em até 30 dias os novos equipamentos estarão em operação. “A decisão do prefeito Celso Pozzobom foi por educar nosso condutor neste primeiro momento, com ações orientativas”, ressaltou. Somente em um segundo estágio é que entrarão em operação os radares móveis.

As vezes o condutor não percebe que está acima da velocidade permitida. O ‘anjinho’ é para chamar a atenção sobre a necessidade de respeitar esse limite e o próprio condutor se policiar”, afirmou a diretora de trânsito.