Umuarama

CELEBRAÇÕES ONLINE

Cultos e missas continuam suspensos em Umuarama

27/04/2020 19H35

Reunião entre o COE e os líderes religiosos ocorreu nesta tarde na Prefeitura de Umuarama

O Centro de Operações de Enfrentamento ao Coronavírus (COE) reuniu na tarde desta segunda-feira, 27, representantes de organizações religiosas de Umuarama para discutir a possibilidade de missas e cultos abertos ao público. A decisão foi tomada no mesmo dia em que a Secretaria de Saúde de Umuarama confirmou mais dois casos de Covid19 na cidade.

A reunião foi solicitada pela Secretaria Municipal de Saúde, após as conversas entre o prefeito Celso Pozzobom, padres e líderes religiosos na última semana sobre prevenção e combate à epidemia em setores que envolvem concentrações públicas.

COVID19

As decisões no enfrentamento à Covid-19 são tomadas pelo Executivo com orientações técnicas e científicas, ouvindo sempre médicos, representantes dos hospitais e o Ministério Público, bem como as indicações do governo do Estado e do Ministério da Saúde. Na reunião desta segunda, após as manifestações dos religiosos, do MP, da 12ª Regional de Saúde e da Procuradoria-Geral do município, o COE reafirmou a indicação de que as igrejas permaneçam transmitindo suas atividades pela internet (online) e recebendo os fiéis individualmente.

OMS

O prefeito Celso Pozzobom lembra que o município tem seguido as orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde), do Ministério da Saúde e do governo do Estado, por meio da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde), e que a questão dos cultos ainda está aberta. “Caso haja alguma recomendação específica por parte do governo, vamos reunir o COE novamente para definirmos a melhor saída”, disse.

Após a reunião, o prefeito recebeu uma comissão de pastores em seu gabinete. “Buscamos o bem de todos e a parte religiosa é fundamental, por isso estamos em contato com o setor para chegarmos a um bom termo e retomar as celebrações o quanto antes”, disse, enaltecendo também a posição da igreja católica e outras religiões, que têm observado as recomendações e contribuído no plano de enfrentamento ao coronavírus.

A secretária municipal da Saúde, Cecília Cividini, lembrou que as orientações do COE são pautadas em dados técnicos e científicos, além do acompanhamento da evolução do quadro da doença na cidade e região. “Dentro da estratégia de liberação gradual das atividades que envolvem aglomerações, avaliamos que ainda não é o momento para reabrir as igrejas”, disse.

COE

O município tem observado aumento no número de casos suspeitos da Covid-19 após a abertura de segmentos do comércio. “As concessões precisam ser feitas com critério e uma visão geral do quadro, a partir do funcionamento de cada setor. Não podemos perder o controle e deixar sobrecarregar a rede hospitalar”, defendeu.

A comissão ouviu pastores, padres, representantes da Seicho-No-Ie e espíritas presentes para formular um parecer sobre a questão e encaminhar ao prefeito. Participaram da reunião, ainda, a chefe da 12ª Regional de Saúde, Viviane Herrera, o promotor de Justiça, Marcos Antonio de Souza, o infectologista Ricardo Delfini Perci, o médico Márcio Volpe e a secretária municipal da Procuradoria-Geral, Carolina Cicote Moreira.

BOLETIM

Conforme o último boletim diário, Umuarama tem 73 pessoas em isolamento domiciliar e dois internados em enfermaria hospitalar com suspeita de Covid-19. Seis pessoas tiveram confirmação para coronavírus – uma delas está internada em UTI, uma em enfermaria e outra em isolamento domiciliar, além de três curados – e no total já são 282 notificações, com 201 suspeitas descartadas.