Cotidiano

IMPRUDÊNCIA

Criança continua em estado grave após ser atropelada por condutor embriagado

08/12/2020 18H50

A menina de apenas oito anos atropelada na noite de segunda-feira (7), continua internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica do Hospital Norospar. Segundo o último boletim da Casa de Saúde, a criança está intubada, inconsciente e sedada e não foi submetida a nenhum procedimento cirúrgico até o fim da tarde de terça-feira (8). Ela ainda corre risco de vida. A criança é prima da vereadora Ana Novais.

Embriaguez

Já o condutor L. C. P. F., de 37 anos, foi submetido ao exame do etilômetro e apresentou resultado de 0,67 miligrama de álcool por litro de sangue, o que é considerado embriagado, pela legislação, segundo a Polícia Militar. Ele foi autuado em flagrante e levado para a delegacia da Polícia Civil, de onde foi liberado após pagar fiança de R$ 8 mil.

Segundo o delegado-chefe da 7ª SDP, Osnildo Carneiro Lemes, o condutor deve responder em liberdade pelo crime de tentativa de homicídio na condução de veículo automotor previsto no Código Brasileiro de Trânsito (CTB).

Acidente

O acidente foi por volta das 21 horas desta segunda-feira (7), na rua Lázaro Bom, no Jardim Petrópolis. Segundo a PM, a criança foi colhida pelo Corolla preto quando cruzava a rua. Populares relataram que o veículo seguia em velocidade acima do permitido para a via quando atingiu a criança, que foi socorrida por duas ambulâncias do Samu. A criança foi intubada ainda no local e conduzida ao hospital. O Corolla foi recolhido ao pátio do 25ºBPM.

Boletim

Segue abaixo a íntegra do boletim médico da UTI Pediátrica do Hospital Norospar, emitido no fim da tarde desta terça-feira (8).

“Paciente do sexo feminino, 8 anos de idade, vítima de atropelamento na última segunda feira dia 07/12, recebeu primeiro atendimento médico da equipe avançada do SAMU, sendo admitida ás 21h40 nessa instituição com quadro de TCE grave.

Chega intubada e em maca rígida, realizado primeiro atendimento pela equipe de pediatria do hospital. Encaminhada para exames de imagem (tomografia crânio / coluna / tórax / abdome e pelve) e posteriormente conduzida para UTI pediátrica.

Segue estável hemodinamicamente com droga vasoativa, intubada, em coma induzido e respirando por aparelho. Recebeu atendimento da equipe de neurocirurgia/neuroclínica e também, avaliação da cirurgia pediátrica, sem tratamento cirúrgico nesse primeiro momento.

Segue com tratamento de suporte clínico e acompanhada de toda equipe da UTI pediátrica, fisioterapeutas e especialistas”.