Esportes

NO SUFOCO

Corinthians venceu a Ferroviária nos pênaltis e pega o Santos domingo

28/03/2019 17H14

São Paulo, 27 (AE) – O Corinthians sofreu com mais uma fraca apresentação e só garantiu a vaga nas semifinais nas cobranças de pênaltis, na noite desta quarta-feira. Após empatar por 1 a 1 com a Ferroviária no tempo regulamentar, mesmo placar do jogo de ida, o time alvinegro confirmou a classificação com vitória de 4 a 3 nas penalidades, em Itaquera. Cássio defendeu uma cobrança e Tony isolou outra. Danilo Avelar perdeu uma para os donos da casa, mas Pedrinho garantiu a classificação dos anfitriões.

A equipe de Fábio Carille enfrentará o Santos nas semifinais – o outro confronto terá Palmeiras e São Paulo. Como tem pior campanha, o jogo de ida será em Itaquera e a volta, provavelmente, no Pacaembu. A Federação Paulista de Futebol confirmará as datas e horários na manhã desta quinta. Muito provavelmente os dois jogos serão no domingo. Isso porque o Palmeiras entrará em campo na terça pela Copa Libertadores. E o Santos joga na quinta pela Copa do Brasil.

Carille optou por uma formação do setor ofensivo com Jadson na armação e um trio de atacantes com Vagner Love, Clayson e Gustavo. A Ferroviária, no entanto, é quem parecia jogar em casa O time de Araraquara mantinha a posse de bola e rodava de um lado para o outro em busca de um espaço.

O Corinthians marcava atrás, dava campo para o adversário. Mas, apesar disso, foi mais perigoso. Gustavo subiu no meio da área e cabeceou com perigo para fora. Pouco depois, o centroavante mandou para as redes de cabeça, mas em posição irregular. O assistente sinalizou e o VAR confirmou o impedimento. Mesmo sem conseguir se impor, o time alvinegro abriu o placar aos 33. Clayson avançou pela esquerda e rolou na segunda trave para Junior Urso mandar para as redes.

A história começou parecida no segundo tempo. A Ferroviária tinha a bola e o Corinthians assustava, graças às jogadas de Clayson pelos lados. No entanto, os visitantes aproveitaram uma brecha no meio-campo e igualaram o placar. Thiago Santos recebeu na área e, dividindo com Manoel, desviou para o gol.

Carille tentou mandar o time para o ataque com Pedrinho no lugar de Ralf. Mas o time sentiu o gol e só assustava nas bolas paradas. Henrique, por duas vezes, perdeu gol livre de marcação. Boselli também entrou e isolou uma bola frente a frente com o goleiro.

O Corinthians não criava. Era chutão para a área à procura de Gustavo. Pedrinho teve atuação apagada, o meio de campo não criou e a Ferroviária soube levar a partida para os pênaltis.

A Ferroviária perdeu com Tony, que isolou a primeira, e Thiago Santos que parou em Cássio na segunda. Gustavo e Clayson fizeram para o Corinthians. Uillian e Meritão marcaram para os visitantes. Danilo Avelar perdeu, mas Boselli voltou a colocar o Corinthians em vantagem. O goleiro Tadeu fez e deixou a decisão nos pés de Pedrinho. Ele foi para a bola e garantiu a classificação: 4 a 3.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 1 (4) x (3) 1 FERROVIÁRIA

CORINTHIANS – Cássio; Michel Macedo, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf (Pedrinho), Junior Urso e Jadson (Sornoza); Vagner Love (Boselli), Gustavo e Clayson. Técnico: Fábio Carille.

FERROVIÁRIA – Tadeu; Diogo Mateus (Alisson), Rayan, Rodrigão e Arthur Henrique; Anderson Uchoa, Tony e Felipe Ferreira (Uilliam); Léo Artur (Meritão), Diego e Thiago Santos. Técnico: Vinicius Munhoz.

GOLS – Junior Urso, aos 33 minutos do primeiro tempo, e Thiago Santos, aos 15 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Danilo Avelar (Corinthians); Diogo Mateus e Thiago Santos (Ferroviária).

ÁRBITRO – Luiz Flávio de Oliveira.

RENDA – R$ 1.208.153,00

PÚBLICO – 34.232 pagantes.

LOCAL – Arena Corinthians, em São Paulo (SP).