Umuarama

Melhorias

Construtora que vai duplicar a PR-323 em Umuarama inicia obra em abril

23/03/2021 12H09

pr_323_umuarama
O DER/PR confirmou o início dos serviços de topografia e a instalação do canteiro de obras da empresa que ira realizar da execução das terceiras faixas da rodovia PR-323

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) confirmou o início dos serviços de topografia e a instalação do canteiro de obras da empresa que ira realizar da execução das terceiras faixas da PR-323 no perímetro urbano de Umuarama. Ainda segundo assessoria do DER, em abril devem começar as intervenções com máquinas no trecho.

O obra de terceiras faixas na PR-323 em Umuarama compreende a duplicação de 4,4 quilômetros da PR-323 do trevo do Posto “Gauchão” até o acesso à Mariluz, no entroncamento com a PR-468. Também serão construídas vias marginais nos dois sentidos, além de duas intersecções em desnível: uma no trevo do “Gauchão” e outra no acesso à Mariluz.

O investimento é de R$ 66.127.806,99 e a obra deve ser concluída no primeiro semestre de 2022. A obra está incluída no Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná e conta com financiamento do Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID).

Detalhamento

O trecho que será duplicado inicia no km 299,6 da PR-323, pouco antes do trevo do “Gauchão” (entroncamento da PR-323 com a avenida Ângelo Moreira). Neste ponto a rodovia será rebaixada de 7 a 8 metros, preservando o alinhamento e os acessos dos empreendimentos que ficam na margem da rodovia, e fazendo com que a trincheira de acesso passe por cima da rodovia.

Ao longo de todo o trecho estão previstas agulhas de entrada/saída da rodovia e das marginais, o que proporciona aos motoristas que percorrem o segmento entrar e sair das vias com mobilidade adequada, possibilitando acesso ao aeroporto e demais empreendimentos nas margens da rodovia e respeitando as distâncias previstas nos manuais de projetos rodoviários.

No trevo de acesso à Mariluz (PR-468) haverá uma nova interseção em desnível, dando maior mobilidade de retorno para os veículos que acessam o parque industrial. Diferente do acesso ao “Gauchão”, no entroncamento de acesso à Mariluz a rodovia passará por cima, possibilitando que as marginais fiquem em nível, e fazendo com que o acesso à PR-468 passe por baixo da rodovia.

Após a interseção em desnível, a duplicação e as vias marginais seguem por pouco mais de 700 metros, e terminam no km 304,1 da PR-323.

CORREDOR

A PR-323 é um dos principais corredores de transporte de cargas no Paraná, ligando a região Noroeste ao Oeste e ao Norte. Atualmente, está em fase de conclusão a duplicação da rodovia entre Paiçandu e Doutor Camargo, em uma extensão de 20,7 quilômetros, 10 deles já liberados para tráfego. O investimento é de R$ 73,4 milhões.

Além disso, a PR-323 é objeto de duas licitações de duplicação, uma de R$ 81 milhões no trecho entre Umuarama e a PR-468, que inclui duas novas interseções em desnível, sendo uma delas no Trevo do Gauchão, e outra de R$ 55 milhões para continuar a duplicação da rodovia de Doutor Camargo até o quilômetro 180,5, próximo à ponte sobre o Rio Ivaí.