Umuarama

Educação

Comunidade escolar aprova os três colégios de Umuarama para o modelo cívico-militar

31/10/2020 08H21

A consulta pública sobre a migração de escolas estaduais do sistema tradicional para o modelo cívico-militar encerrou ontem e em Umuarama teve 100% de aprovação. As três escolas indicadas na cidade agora passam pelo processo de transformação e em fevereiro de 2021 começam a atender no novo modelo.

Segundo informação do Núcleo Regional de Educação de Umuarama (NRE), a votação no Colégio Estadual Zilda Arns, localizado no bairro Parque San Remo, foi finalizada na noite quarta-feira (28) com a participação de 321 pessoas, sendo que 240 votaram no sim e 81 para não. Desta forma, 75% da comunidade escolar aprovou o modelo cívico-militar para o colégio.

No Colégio Estadual Monteiro Lobato a votação encerrou na quinta-feira (29) com 344 votos, sendo 290 para o sim e 54 para não. Já no Colégio Estadual Padre Manuel da Nobre a consulta pública durou até às 20h de sexta-feira (30) e finalizou com 516 votos, destes 441 votaram a favor do modelo cívico-militar e 75 votaram no não.

Com a aprovação, a chefe do NRE, Gilmara Zanata, ressaltou que os dados serão repassados para Secretária Estadual de Educação (SEED) em forma de documento e agora inicia o processo de inscrição para os diretores e professores do novo sistema. “Os diretores agora serão escolhidos por meio de teste seletivo e os interessados iniciam a inscrição”, disse.

Ainda segundo Gilmara, a previsão é que as aulas dos colégios cívico-militares de Umuarama comecem em fevereiro de 2021. “Já tem grade curricular e até o início das aulas os professores e diretores já terão sido escolhidos”, ressaltou.

Os municípios de Douradina e Cruzeiro do Oeste também entraram no processo para conseguir o direito de ter um colégio cívico-militar.

ALUNOS DO NOTURNO

Os alunos que estavam estudando no Colégio Estadual Zilda Arns no período da noite e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Colégio Estadual Padre Manuel da Nobrega, passarão a estudar no Colégio Estadual Bento Mossurunga. No Colégio Estadual Monteiro Lobato a última turma do noturno encerra este ano. “Os alunos que estão estudando a noite não serão prejudicados, vamos dar todas as condições para estes alunos”, ressaltou Gilmara.

MODELO

Segundo a SEED, as escolas contarão com aulas adicionais de Português, Matemática e Civismo, permitindo aos estudantes que aprendam sobre leis, Constituição Federal, papel dos três poderes, ética, respeito e cidadania. No Ensino Médio, haverá, ainda, a adição da disciplina de Educação Financeira.

Gestão Compartilhada

Além de questões curriculares, outra mudança trazida pela nova modalidade de ensino — que será aplicada em escolas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e no Ensino Médio — é a gestão compartilhada entre civis e militares. O diretor-geral e o diretor-auxiliar permanecem sendo civis e as aulas continuam sendo ministradas por professores da rede estadual, enquanto o diretor cívico-militar será responsável pela infraestrutura, patrimônio, finanças, segurança, disciplina e atividades cívico-militares. Haverá, também, de dois a quatro monitores militares, conforme o tamanho da escola.