Umuarama

DIA DAS CRIANÇAS

Com expectativa de superar vendas, comércio de Umuarama abre segunda-feira até as 22h

07/10/2021 09H05

Os presentes serão dados principalmente (53,7%) pelos pais e padrinhos e madrinhas correspondem a 39%

Com a redução dos números da pandemia do coronavírus e os consumidores voltando à rotina, o comércio de Umuarama prevê boas vendas para o Dia Das Crianças. Uma sondagem realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), aponta que 65,6% dos paranaenses pretendem presentear no próximo dia 12 de outubro. Essa parcela é maior do que em 2020, quando 61% dos consumidores do estado planejavam fazer compras nesta data.

Esperando um aumento de pessoas em busca por presentes no comércio local, as lojas de Umuarama vão abrir no próximo sábado (9) até as 17h e na segunda-feira (11) até as 22h. No domingo (10), algumas empresas realizaram acordos para abrir as portas e atender os consumidores até as 12h. “Estamos trabalhando para buscar a retomada da economia de Umuarama. Muitas famílias dependem do comércio local”, ressaltou o presidente do Sindilojistas de Umuarama, José Strassi.

O presidente da Associação Comércio, Industrial e Agricola de Umuarama (Aciu), Orlando Santos também segue a mesma visão. “A expectativa para o Dia das Crianças é muito boa. Cremos numa melhora substancial de vendas em relação ao ano passado, seguindo uma tendência do Paraná e de outros Estados. Em Umuarama, os horários especiais são excelentes oportunidades para os consumidores aproveitarem ao máximo as promoções e condições facilitadas de pagamento”, enfatizou Orlando Santos.

O empresário no setor de brinquedos e jogos educativos em Umuarama, João Martins, acredita que a partir de agora e por estar mais perto do Dia das Crianças a busca por presentes melhore, pois a expectativa é positiva. “Para criança não existe pandemia, então por que não brincar e aprender? Esse é nosso lema. Hoje temos aqui todas as linhas de brinquedos e principalmente os educativos. No ano passado estávamos em um momento de reclusão e agora o momento é outro, por isso os presentes também mudam”, ressaltou.

Os jogos educativos ficam com 30,9% de citações na pesquisa

Valor do presente

O tíquete médio do presente será um pouco maior esse ano e deverá ficar em torno de R$ 112,93, ante os R$ 111,99 em 2020. Entre os consumidores, 17% pretendem gastar até R$ 50,00; 37,5% vão despender entre R$ 51,00 e R$ 100,00; 17,4% gastarão entre R$ 101,00 e R$ 150,00; 15,4% estão dispostos a desembolsar R$ 151,00 a R$ 200,00 e os que planejam gastar mais de R$ 200,00 correspondem a 12,7%.

O empresário no setor de brinquedos e jogos educativos em Umuarama, João Martins, acredita que a partir de agora e por estar mais perto do Dia das Crianças a busca por presentes melhore

Tipo de presente

Os brinquedos são os presentes da criançada e por isso serão a opção de compra de 62,9% dos entrevistados pela Fecomércio PR. Na sequência estão os jogos educativos, com 30,9% de citações; vestuário e calçados são as escolhas de 27,8% dos consumidores e livros e afins, de 17,4%. A escolha do presente será feita principalmente pelos adultos, em 79,9% dos casos, enquanto 20,1% das crianças poderão escolher o que desejam ganhar.

Local das compras

As lojas do centro da cidade deverão receber 34,7% do fluxo de consumidores, enquanto 23,9% farão suas compras pela internet. Outros 16,6% declaram que comprarão o presente em lojas de shopping e 8,9% em lojas de bairro.

PERFIL DA COMPRA

Os presentes serão dados principalmente (53,7%) pelos pais. Padrinhos e madrinhas correspondem a 39% e o restante tem outro grau de parentesco ou nenhum. A maioria (66%) vai presentear uma ou duas crianças. A qualidade do produto é o aspecto mais observado por quem vai presentear uma criança (29,3%); descontos ou promoções são levados em conta por 25,1%; preço baixo, por 17%, e a qualidade do atendimento do vendedor influencia 15,4% das compras.