Umuarama

Limpe seu quintal

Com chuvas intensas e retomada do calor, dengue deve voltar com força

19/10/2022 08H31

mosquito_da_dengue

O secretário estadual de Saúde, Beto Preto, alertou para as condições favoráveis no aumento da proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, a chikungunya, a zika e a febre amarela urbana, doenças chamadas de arboviroses. Em Umuarama, na última sexta-feira (14), a Secretaria Municipal de Saúde confirmou mais quatro casos positivos de dengue, elevando o acumulado (a partir de agosto/2022) de 37 para 41 casos.

Segundo Beto Preto, o longo período de chuvas traz condição favorável para aumentar a proliferação do mosquito. Desta forma, neste momento é preciso redobrar o alerta contra a dengue e buscar eliminar os focos e criadouros do mosquito transmissor da doença, disse o secretário estadual.

Para Umuarama a previsão do Simepar é chuvas rápidas na quinta-feira (20) e sexta-feira (21) e após o período as temperaturas ficam com mínima de 16º C e máxima entre 27º C e 29º C.

CASOS UMUARAMA

Ainda segundo a Secretária Municipal de Saúde, os pacientes estão distribuídos por 14 unidades básicas de saúde (13 na sede e uma no distrito de Roberto Silveira), sem registro de mortes ou complicações mais graves.

Casos da doença já ocorreram em 31 localidades do município, com maior incidência nas UBS Vitória Régia, Posto Central e São Cristóvão.

O serviço de Vigilância em Saúde Ambiental, responsável pela divulgação do boletim semanal, investiga ainda 38 pacientes com suspeita de contaminação e 224 suspeitas já foram descartadas, do total de 303 notificações registradas no período.

PARANÁ

O Boletim Semanal da Dengue divulgado na terça-feira (18) pela secretaria estadual da Saúde registra 90 novos casos. O período epidemiológico, que teve início em agosto, soma até agora 1.160 casos confirmados, além de 3.478 que seguem em investigação.

O Paraná tem 12.636 notificações para a dengue distribuídas em 299 municípios das 22 Regionais de Saúde do Estado. O boletim não traz novos óbitos confirmados. O Estado permanece com duas mortes registradas neste período, uma no município de Foz do Iguaçu (9ª RS) e outra em Maripá (20ªRS).