Aragão Filho

22/10/2019

coluna Aragão

21/10/2019 22H25

No gabinete do Delegado Fernando

O diretor do Ilustrado e da Ilustrada FM, Ilídio Coelho Sobrinho e o prefeito de Douradina, João Jorge Sossai estiveram ontem no gabinete do deputado estadual Delegado Fernando Martins, em Curitiba.

Trânsito em julgado

O Supremo Tribunal Federal volta a debater a possibilidade da prisão após condenação em segunda instância.

Os argumentos de um lado e de outro são baseados na percepção que cada um tem sobre o conceito do “trânsito em julgado”.

Aqui na planície há consenso:

– Trânsito em julgado para rico é igual impunidade.

Metafísico

Que mal insista na pergunta, mas os milhares de presos que nunca passaram por instância nenhuma vão ter os seus processos transitados em julgado no dia de são nunca, é?

Conta não fecha

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, mostrou os números do descalabro administrativo do estado.

O Executivo gaúcho tem 127.925 servidores ativos.

Os inativos somam 163.983 e os pensionistas são 45.066.

Para cada gaúcho que trabalha, a folha tem quase dois apenas recebendo.

Impossível dar certo.

Ele disse:

Sei que mudanças incomodam aqueles que tratavam o MDB do município como um cartório para vender tempo de TV na véspera da eleição. A velha política estava acostumada com a troca de apoio por cargos comissionados e não vamos mais tolerar isso! Não me incomodo com as críticas, estou com a consciência tranqüila e sigo em frente de cabeça erguida. Muda mais, MDB.”

De João Arruda, presidente estadual do partido.

Do Tusquinha

Pergunta pertinente do Tusquinha:

– Se a deputada-jornalista sabe coisas do verão passado por que silenciou no inverno?

Do Zé Beto

– “A deputada federal Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, disse que o temor de soltar Lula pelo que pode acontecer no país “é como deixar Pelé no banco para não reforçarem a retranca”. Alto lá! Nem o ex-presidente, versado nas analogias futebolísticas, falaria algo parecido, porque uma coisa é o Rei, que, como jogador, não era e é sem comparação, mesmo depois de ele ter parado de jogar há 44 anos. Outra coisa é outra coisa.”

Definitiva

Francisco Rezek, jurista e magistrado que integrou o STF, deu a definição que faltava:

– “O Supremo hoje é um arquipélago de onze monocracias”.

Pronto, está tudo ai, na declaração do ex-ministro.

Escrito apenas ontem…

O ser humano é cego para os próprios defeitos. Jamais um vilão de cinema mudo proclamou-se um vilão. Nem o idiota se diz idiota. Os defeitos existem dentro de nós, ativos e militantes, mas inconfessos. Nunca vi um sujeito vir à boca de cena e anunciar, de testa erguida: – “Senhoras e senhores, eu sou um canalha”.

– Nelson Rodrigues.

Renovação

O presidente Jair Bolsonaro criticou a turma que não se entende no PSL;

– “Gente novata achando que chega e já sabe de tudo”.

Mas, a renovação não serve exatamente para dar espaço à gente nova?

E já que perguntar não ofende…

Alguém sabe dizer com segurança quem é o novo líder do PSL na Câmara, se teve alguma mudança nos últimos 15 minutos?

Decretos

Tem o decreto presidencial o decreto legislativo e agora tem o decreto judicial.

Gilmar Mendes acaba de ‘sancionar decreto judicial’ revertendo Medida Provisória editada pelo presidente Jair Bolsonaro que facultou o governo federal, estados e municípios de publicarem editais de licitações, leilões e concursos em jornais de grande circulação.

Agora o baile ficou esquisito de vez…

Do Fraga

Antes, as pessoas se matavam de tanto trabalhar.

Agora, morrem de tanto ficar desempregadas.

Caiu no vestibular

Como era esperado, Bolsonaro caiu no Vestibular.

Nas provas de vestibular da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, a famosa frase “É só você fazer cocô dia sim, dia não que melhora a nossa vida” apareceu numa questão da prova de Geografia sobre a necessidade de saneamento básico.

Foram citadas também a questão do envolvimento das ONGs com as queimadas da Amazônia e o questionamento aos dados do INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

A esquerda gosta.

A direita pira.

ANIVERSÁRIO

Quem comemorou aniversário no fim de semana foi a professora, escritora e modelo, a Miss Beleza Sênior Brasil 2018, Anecy Oncken. Ela recebeu e continua recebendo os parabéns de familiares e amigos. Felicidades!

Novo filme de Woody Allen tem

estreia antecipada no Brasil

Um Dia de Chuva em Nova York, novo filme do diretor americano Woody Allen, teve estreia adiantada no Brasil e chegará aos cinemas nacionais no dia 21 de novembro. O anúncio foi feito pela distribuidora Imagem Filmes nesta segunda-feira, 21.

A comédia romântica mostra a história de um jovem casal, Gatsby (Timothée Chalamet) e Ashleigh (Elle Fanning), que vai passar um fim de semana em Nova York. Ele é apaixonado pela cidade e está radiante com a visita e com a ideia de poder apresentar a cidade a sua mulher. No entanto, os planos não sairão da forma como pensado.

É que a jovem Ashleigh, que deseja ser jornalista, tem a chance de entrevistar um dos maiores diretores de cinema, Roland Pollard (Liev Schreiber) e não quer deixar passar. O rapaz, por sua vez, encontra Chan (Selena Gomez), irmã de sua ex-namorada, que acaba lhe fazendo companhia durante o restante da viagem. Surgem aí, diversos encontros e desencontros.

Um Dia de Chuva em Nova York tem ainda no elenco os atores Rebecca Hall, Liev Schreiber, Kelly Rohrbach, Suki Waterhouse, Annaleigh Ashford, Cherry Jones e Griffin Newman.

Paula Lima coloca suingue em músicas de Rita Lee

Uma das grandes vozes da música popular brasileira na atualidade está em turnê para homenagear aquela que é reconhecida como a rainha do rock brasileiro. No espetáculo Soul Lee, Paula Lima apresenta seu lado fã e canta sucessos da “musa e empoderada” Rita Lee em versão soul music. O show volta aos palcos em São Paulo nesta terça-feira, 22.

Durante os 90 minutos da apresentação, a cantora reinterpreta sucessos como Mutante, Caso Sério, Pagu, Agora Só Falta Você, Doce Vampiro e Ovelha Negra – e mostra mais uma vez que a música que consagrou Rita Lee não cabe dentro de uma caixinha.

“Ela começou fazendo rock, depois pop rock, depois fez música romântica dentro disso tudo”, exalta Paula. “Eu sou uma mulher do soul e do suingue, e queria muito cantar a melodia e a poesia da Rita.”

A escolha por homenagear Rita Lee veio de uma admiração que existe desde a infância, revela a cantora.