Cotidiano

CASTELO BRANCO X GOIÂNIA

Colisão deixa 5 feridos em cruzamento e moradores reforçam pedido de semáforo

18/03/2021 17H38

Uma colisão envolvendo um Fiat Punto e um Chevrolet Ipanema deixou quatro adultos e uma criança de colo feridos, no cruzamento das avenidas Presidente Castelo Branco com Goiânia, em Umuarama, por volta das 16h15 desta quinta-feira (18). Os moradores afirmam que acidentes no local são quase diários e aproveitaram a oportunidade para reforçar o pedido antigo de instalação de um semáforo.

Semáforo

Segundo a moradora Neide Saito, acidentes no cruzamento ocorrem quase que diariamente. “Todo dia tem uma batida, seja de leve ou não. Está ficando insuportável viver aqui”, afirmou. E a reclamação dela foi endossada por outros vizinhos.

Acidente

No acidente desta quinta-feira a colisão foi tão forte que a Ipanema ficou com a frente totalmente destruída e o airbag do Punto, com placas de Icaraíma, foi acionado. O casal, um homem de 46 anos, a esposa de 37 e o filho do casal, de apenas um ano e nove meses tiveram ferimentos. Eles foram atendidos por equipes do Samu e dos Bombeiros e encaminhados na ambulância do Siate até o Hospital Nossa Senhora Aparecida.

Os ocupantes da Ipanema, o condutor de 26 anos e a passageira de 27 anos foram levados também para a mesma casa de saúde pelos socorristas do Samu.

Trânsito

Por causa do acidente a Polícia Militar foi até o local para controlar o trânsito. Uma das pistas da avenida Goiânia chegou a ser interditada pelo caminhão ABTR dos Bombeiros para facilitar o atendimento às vítimas. Motoristas tiveram que desviar pelas ruas laterais para acessar a antiga Estrada Dias.

Segundo relato das vítimas para a Polícia Militar, o choque ocorreu quando a Ipanema desvia pela avenida Castelo Branco e o Punto seguia pela Goiânia. A via preferencial no local é de quem trafega na Castelo Branco, segundo a PM.

Umutrans

O Jornal Umuarama Ilustrado entrou em contato com a Umutrans para saber se há formalizado pedido de instalação de semáforo no cruzamento ou mesmo estudos de viabilidade para atender a reivindicação dos moradores. Até o fechamento da matéria não houve manifestação. O canal está aberto.