Umuarama

Paixão

Coleção com mais de 300 Papais Noéis muda a casa de umuaramense no Natal

25/12/2019 07H57

madilde-umuarama-livoni

Ao entrar na casa de Matilde Venturini Livoni, no mês de dezembro, você vai para um mundo diferente, o mundo encantado do Natal. Com uma coleção de mais de 300 Papais Noéis arrumados cuidadosamente em cada cômodo da casa, como também um lindo presépio simbolizando o nascimento de Jesus e a árvore de Natal, a umuaramense fala da fraternidade e o amor como o espírito da época.

Matilde conta que começou a coleção dos Papais Noéis quando os filhos ainda eram pequenos e cada peça da sua coleção tem uma história registrada em sua memória. “A coleção começou quando meus filhos eram pequenos, mas acho que esse sentimento do Natal na verdade vem do meu avô. Ele trabalhava o imaginário dos netos, contava histórias, fazia decoração e reunia a família. Esse sentimento de amor, união e a proximidade das pessoas vem comigo até hoje”, disse.

A cada Papai Noel desembrulhando e arrumando a umuaramense chega a chorar, pois cada bonequinho remete uma memória para a colecionadora. “São boas lembranças. Lembro de cada pessoa que me presenteou, lembro da família, dos meus filhos quando eram menores. Cada um tem uma história”, falou Matilde.

“As pessoas relacionam o Papai Noel com o capital e o consumo, mas para mim ele tem uma história de bondade e fraternidade. Sei diferenciar entre Papai Noel e o nascimento de Jesus, pois são sentimentos diferentes. Cada um leva sua história, mas sempre voltados para o amor ao próximo, que é o sentimentos que hoje precisam ser trabalhados e muito”

A coleção

papai-noel-umuarama-colecao

A última vez que Matilde Livoni contou sua coleção eram mais de 300 bonecos de vários modelos, tamanhos e formatos. “Minha vontade era de deixar eles o ano todo aqui, mas precisaria de um lugar adequado. Tem que ter um cuidado, arruma e pintar, pois sempre tem um lascadinho. Eu tenho desde o primeiro bonequinho que comecei a coleção. Tenho uns que foram feito a mão por amigas, são peças únicas e cheias de dedicação e amor, não tem igual, é algo que emociona” contou.

A colecionadora disse que há dois anos não compra nenhum Papai Noel, mas o amor pela coleção continua a mesma, com cada bonequinho contando sua história de amor e doação ao próximo.

A essência do Natal

presepio-umuarama-madilde

Para a umuaramense, o período do Natal é um momento propício para avaliação dos atos durante o ano para com os demais, é renascimento. “É tempo de renovar a fé e construir a paz, como também de colher os frutos que plantou durante o ano”. Matilde finaliza a entrevista desejando que Deus abençoe a todos e que o próximo ano seja repleto de esperança, paz e muito espírito de Natal durante todo ano.