Cotidiano

LUTO

Ciclista atropelado no centro de Umuarama morre uma semana após acidente

23/03/2019 13H33

Lauro Rodrigues da Costa, 79, teve morte confirmada na manhã deste sábado 22. Ele foi atropelado na área central de Umuarama, na tarde do último dia 12, quando trafegava com sua bicicleta na rua Governador Ney Braga e foi derrubado no momento em que uma condutora abriu a porta do carro e posteriormente foi atropelado por uma van.

A morte cerebral do paciente foi constatada às 23h, com a realização dos exames exigidos pelo protocolo. A família de Costa decidiu doar os órgãos da vítima, porém não foram encontrados receptores compatíveis. A equipe da Organização de Procura de Órgãos e Tecidos (OPOT), de Maringá, estava pronta para o deslocamento a Umuarama, mas o procedimento foi cancelado.

Relembre o caso

No início da semana, a Polícia Civil identificou a condutora de um Chevrolet Corsa sedan prata que derrubou um ciclista e que foi atropelado por uma van da Prefeitura de Umuarama. A mulher de 35 anos prestou depoimento na delegacia na segunda-feira (18) e negou qualquer responsabilidade no acidente, segundo o delegado-chefe da 7ª SDP, Osnildo Carneiro Lemes. “Ela simplesmente negou qualquer responsabilidade e tentou culpar o condutor da van”, afirmou o delegado.

Apesar da versão apresentada, a mulher está sendo indiciada pela polícia pelos crimes de lesão corporal na condução de veículo automotor com o agravante de omissão de socorro. “As imagens do acidente são bem claras. Ela foi a responsável pelo acidente ao abrir a porta e derrubar o ciclista. O homem caiu já fora da área de visão do condutor da van”. Familiares da vítima, um homem de 78 anos, formalizaram na segunda-feira (18) um boletim de ocorrência na delegacia.

Filmagem

Todo o acidente foi flagrado por câmeras de segurança de um prédio e viralizou nas redes sociais. Nas cenas é possível ver a mulher, que está grávida, manobrando para estacionar o veículo em uma vaga na rua Governador Ney Braga.

Ao terminar, a mulher abre a porta, derruba o ciclista que acaba atropelado pela van que passava pelo local. “Nas cenas vimos que ela rodeou o carro, parou perto da vítima, mas não o socorreu. Por isso o agravante da omissão de socorro, com previsão já no Código de Trânsito Brasileiro”, explicou Lemes.