Umuarama

Economia

Chuvas destroem parte da produção de hortaliças e frutas de Umuarama

28/09/2018 09H45

As chuvas dos últimos dias, além de derrubar árvores e destelhar casas, também levou prejuízo ao produtor rural de Umuarama. Conforme a Secretaria de Agricultura do Município, 50% da produção do município de hortifrúti foi perdida. A situação afeta os agricultores e o consumidor, que tera redução da oferta dos produtos em feiras e mercados.

Conforme o agrônomo da Secretaria Municipal de Agricultura, Márcio Rezende, na primeira chuva registrada na última semana o granizo acabou com 50% da produção do município e a região mais atingida foi Lovat. “Perdemos plantações inteiras de hortaliças e frutas, como o morango em Lovat. Um prejuízo grande para o pequeno agricultor”, ressaltou.

O produtor e presidente da Cooperativa dos Produtores rurais de Umuarama (Cooperu), Ademir Ragazzi, contou que na sua propriedade 60% da plantação de alface foi destruída e como as chuvas continuam o que sobrou está apodrecendo. “Não tem como calcular em valores perdidos, pois ainda não conseguimos recuperar os danos e continuamos perdendo. A chuva precisa dar uma trégua para as plantas voltarem a crescer”, disse.

Ainda segundo os entrevistados, o consumidor começa a sentir o problema nas gôndulas dos supermercados e feiras do produtor. “Agora problema não será a reajuste de preço, mas sim a qualidade dos produtos e até a falta de alguns. Acredito que em um mês tudo volte ao normal”, finalizou Ragazzi.

Previsão – Embora a chuva tenha diminuído, a tendência é de voltar a chover em grande parte do Paraná hoje, segundo o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar). Ainda há muita nebulosidade sobre o estado e por conta do ar quente e úmido, a sensação é de “abafamento” na maioria das regiões paranaenses.