Umuarama

Finados

Cemitério de Umuarama está próximo da capacidade máxima para túmulos no chão

02/11/2021 07H36

O Cemitério de Umuarama tem previsão de receber hoje, Dia de Finados, cerca de 20 mil visitantes. Sendo um dos espaços públicos mais antigos da Capital da Amizade, o local tem 14 mil sepulturas e há alguns anos sofre com a lotação, com apenas 7% de área para construção de novos túmulos.

Desde o início da lotação, a Administração de Cemitérios e Serviços Funerários de Umuarama (Acesf) realizado ações para prolongar a vida útil do cemitério, como a construção do gavetário vertical e regularização de túmulos abandonados. “Temos a projeção para construção de mais um gavetário e estamos procurando outras alternativas, como a possibilidade até da construção de um novo cemitério. Também existe o estudo para a construção de um cemintério privado”, disse o diretor da Acesf, Gilvan Luz da Silva.

O terreno do Cemitério de Umuarama tem aproximadamente cinco alqueires e a estrutura caminha junto com a história de Umuarama, ou seja, ao longo dos anos o espaço do “campo-santo” começou a ficar pequeno para novas sepulturas. O local comporta cerca de 15 mil túmulos e hoje tem 14 mil, além de mais de 50 mil corpos sepultados.

Com o espaço ficando pequeno e a população da cidade crescendo, a Acesf idealizou a construção de blocos gavetários verticais. São 480 gavetas divididas em quatro blocos de 120 gavetas cada, sendo uma alternativa aos túmulos tradicionais. Além disso, conforme a diretoria da Acesf, o gavetário apresenta uma série de vantagens, pois a família do falecido não terá custo com manutenção, limpeza ou revestimento da sepultura.

FINADOS

O Cemitério Municipal de Umuarama está pronto para hoje e as visitas poderão começar às 6h e devem durar até as 18h. A Diocese de Umuarama confirmou a realização da Missa de Finados para as 9h, na frente do cemitério. A Avenida Parigot de Souza estará interditada para a celebração.

O diretor Gilvan Luz da Silva orienta aos visitantes que levam suas próprias garrafinhas com água, pois a previsão é de sol e altas temperaturas. “É obrigatório o uso de máscara para a visitação. Haverá álcool em gel na entrada do cemitério para higienização das mãos e recomendamos manter o distanciamento. Se a família for grande, é recomendável que as visitas sejam divididas”, afirmou.

Outro cuidado importante é com a prevenção à dengue. “Pedimos que as pessoas joguem o lixo nos tambores que foram posicionados em diversos pontos do cemitério. Não deixe embalagens, plásticos ou outros recipientes que possam acumular água, para evitar a proliferação do mosquito transmissor da doença”, acrescentou Gilvan.