Cotidiano

APAGÃO

Carro derruba poste no San Remo e deixa quase 3 mil domicílios sem energia

27/07/2020 17H33

Um acidente no fim da manhã desta segunda-feira (27) próximo a ponte de acesso ao Parque San Remo, em Umuarama, deixou 2.967 unidades consumidoras sem energia entre às 11h30 e às 12h13. No momento, permanecem sem luz 33 imóveis mais próximos do local do acidente, com previsão de normalização para às 18 horas. Desde o momento do acidente as equipes de manutenção da Copel estão trabalhando no local.

INTERDIÇÃO

A colisão envolveu um VW Golf preto e um poste de energia com um transformador. Com a batida a fiação foi ao chão e provocou um princípio de incêndio em vegetação junto a ponte. O Corpo de Bombeiros foi acionado e rapidamente apagou as chamas. A Guarda Municipal e a Polícia Militar também estiveram no local e o trecho está interditado, sendo liberado somente após a conclusão do trabalho das equipes de manutenção da Copel.

ACIDENTE

Segundo o apurado, o Golf era ocupado por três homens. O condutor fugiu antes da chegada os bombeiros. Um passageiro teve ferimentos moderados e foi conduzido pela ambulância do Siate ao hospital de plantão. Já o proprietário do veículo teve apenas ferimentos leves e foi liberado pouco depois de receber os primeiros socorros.

Segundo o apurado, o condutor do Golf não teria conseguido realizar a curva e acabou batendo no poste. Com a colisão o veículo também ficou bastante danificado.

QUEM PAGA

Segundo a assessoria de comunicação da Copel, o custo pela troca do poste e da fiação é de responsabilidade do condutor do veículo, quando o mesmo é identificado.

Os custos variam de acordo com o tipo de estrutura abalroada e os equipamentos avariados no acidente.

Atualmente o valor médio para a troca do equipamento é de R$3,5 mil por batida. Casos de abalroamento de postes e informações sobre o veículo responsável podem ser comunicados à Copel por meio do telefone 0800 51 00 116.

AUMENTO DE BATIDAS

Ainda segundo a comunicação da Copel, em 2020 houve um aumento significativo na quantidade de colisões com postes de energia, apesar das medidas de isolamento social para a contenção da pandemia do novo coronavírus.

Segundo a Copel, no primeiro semestre deste ano, as batidas quebraram 1.531 postes em toda a área de concessão da empresa, contra 1.509, no mesmo período de 2019.

Os maiores aumentos se deram entre os meses de março e maio. Neste último foram contabilizados 288 postes abalroados, variação de 21%, na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Os municípios com maior número de acidentes registrados foram Curitiba (162), Londrina (88), Maringá (81), Ponta Grossa (53), São José dos Pinhais (51), Cascavel (45), Apucarana (29) , Arapongas (27), Araucária (26) e Foz do Iguaçu (23).

SEM ENERGIA

Além do transtorno para a população pelos desligamentos causados por esse tipo de acidente – os trabalhos de reparo duram, em média, quatro horas – pode haver ainda prejuízo financeiro, nos casos em que o motorista responsável abandona o local do acidente, impossibilitando sua identificação.