Região

Cultura

Cantora de Alto Piquiri, Maria Victória quer chegar à final do The Voice Kids

18/07/2021 13H45

Maria Victória com os pais Elizângelo e Danielle em visita ao jornal Umuarama Ilustrado

“Sou aquele canarinho que cantou em seu terreiro….”, com esse clássico da música sertaneja raiz, Maria Victória Silva, de apenas 12 anos, conquistou os jurados na audição as cegas da edição atual do The Voice Kids, que vai ao ar nas tardes de domingo pela Rede Globo. Entre o primeiro e o último acorde, a voz forte e afinada fez com que Michel Teló, Gaby Amarantos e Carlinhos Brown virassem a cadeira para essa altopiquirense de coração.

A conquista

“Pedi para Deus uma cadeira e ele me deu 3”, lembrou a cantora mirim durante visita ao Jornal Umuarama Ilustrado na semana que passou. Ela estava acompanhada dos pais, Elizângelo Marcelo e Danielle Silva e do amigo da família e prefeito de Alto Piquiri, Giovane Mendes de Carvalho.

Com desenvoltura, Maria Victória contou que estava tranquila no momento da audição. “Já eu, levantei da cadeira onde haviam montado o estúdio para eu assistir e fui chorar de alegria no fundo de casa”, contou o pai, Elizângelo Marcelo, o Li. Foi a mãe, Daniele, quem acompanhou a cantora no programa global e em coro com o pai, relembra os momentos de emoção pela conquista da filha.

Canarinho Prisioneiro

A música, lançada em 1963 pelo cantor e compositor Ramoncito Gomes, ganhou fama nas vozes de Chico Rey e Paraná e Chitãozinho e Xororó, que estão entre os ídolos de Maria Victória.

“Eu aprendi a gostar de música com o meu tio, que toca bateria e violão, quando era bem pequena e a minha bisavó me ensinou todos os clássicos”, contou Maria Victória, que nasceu em Portugal, durante uma temporada que os pais moraram neste país. A família retornou ao Brasil quando a cantora mirim tinha 3 anos.

Música

A mãe, Danielle, conta que desde cedo perceberam o interesse da menina pela música e a colocaram em aulas de canto, para aperfeiçoar o talento. Há 3 anos ela inscrevia a filha na competição global. “E foi com a música que eu escolhi”, comemora o pai.

Ele contou que estava próximo da filha quando ocorreu a entrevista com a equipe técnica do programa.

“A Maria Victória havia cantado uma outra música e o produtor perguntou se ela cantava outra…eu falei ao fundo ‘Canarinho prisioneiro’. Ele perguntou se poderia cantar e ela cantou. O produtor foi aumentando até chegar quatro tons acima e como ela segurou, ele já disse que estava selecionada”, relembrou Li.

“A primeira vez que cantei Canarinho Prisioneiro foi na igreja”, contou Maria Victória. De família religiosa, acredita que com sua voz e a proteção divina deve chegar até a final do programa.

Fama

E a cantora, que pretende viver da música profissionalmente, já está sentindo o gostinho da fama. Após passar pela primeira classificação no The Voice Kids, foi recepcionada com carreata pelos moradores de Alto Piquiri. “Foram mais de 100 carros e as pessoas saíram nas ruas. Não esperava isso”, contou Maria Victória, que também deu autógrafos e posou para fotos ao lado dos novos fãs.

Maria Victória

Ouça no canal do YouTube Cantora Maria Victória a interpretação da cantora de Alto Piquiri da música Canarinho Prisioneiro e de outras duas músicas inéditas da cantora.

Sucesso de Maria Victória incentiva outros talentos e trará festivais de volta, diz prefeito

O prefeito de Alto Piquiri, Giovane Mendes Carvalho, afirmou que o sucesso de Maria Victória nos palcos globais é um incentivo para outros talentos do município.

“Temos em desenvolvimento um projeto cultural, que prevê a retomada dos festivais de música para a cidade”, comentou. Ele citou como exemplo as edições do Femusa (Festival de Música Sacra) que chegava e reunir de 50 a 60 ônibus com talentos de toda a região para participar do evento.

“Queremos fomentar o ecoturismo e a cultura juntos para desenvolver nossa cidade e atrair nossas crianças e jovens para ficaram afastados das drogas”, enfatizou o prefeito. Ele lembra que a cidade sempre foi um palco dos festivais e levou muitos adolescentes e jovens a se apaixonarem pela boa música. “Com a Maria Victória, isso deve voltar em breve, tão logo passe a pandemia”, disse.