Aragão Filho

22/04/2021

Aragão Filho

22/04/2021 18H57

Lideranças regionais

O prefeito de Icaraíma, Marcos Alex, que também é o atual presidente da Associação dos Municípios de Entre Rios (Amerios), recebeu ontem a visita do ex-prefeito de Brasilândia do Sul, Marcio Marcolino, que também já presidiu a Amerios e atualmente assessora o deputado federal Sérgio Souza na região. E foi justamente sobre a liderança do parlamentar que eles conversaram, entre outros assuntos.

Festa pela vida

Valdomiro Sobrinho foi recebido por um grande grupo de moradores ao retornar para Mundo Novo, a cidade onde é prefeito eleito e reeleito.

A festa foi pelo milagre da recuperação de Valdomiro, um irmão que a vida me deu de presente, depois de permanecer internado uma semana em Campo Grande, em estado grave por conta de um sangramento interno.

Diante do povo feliz com o seu retorno, Valdomiro chorou.

Saúde, mano!

Folgas

Hoje seria feriado de Tiradentes em Umuarama, mas a economia não agüenta mais seguir calendário de feriados por causa dos dias úteis que se tornaram inúteis pelos decretos de fechamento da covid-19.

Em Umuarama tem mais folgas depois deste feriado de hoje, mas acordos entre patrões e empregados poderá mudar uma ou outra data.

O próximo feriado é o 1º de maio, Dia do Trabalho, mas será num sábado.

O corpus Christi será no dia 3 de junho, uma quinta-feira.

O Dia 7 de Setembro cai numa terça-feira.

O aniversário de Umuarama, dia 26 de junho, será num sábado.

Assunção de Nossa Senhora, dia 15 de agosto, um domingo.

O dia consagrado ao Padroeiro da cidade, São Francisco de Assis, dia 4 de outubro, será numa segunda-feira.

O dia 12 de outubro será na terça-feira, o Finados, 2 de novembro, terça-feira e o 15 de novembro, segunda-feira.

Sem contar Natal e Ano Novo que vão cair em dois sábados seguidos.

Escrito apenas ontem…

Um plano razoável executado hoje é melhor que um plano perfeito que sempre fica para a semana que vem.

– George Patton.

Das redes

Queria te dar um presente, mas não sei como embrulhar um psiquiatra.

Papo rápido

– O vice-presidente, general Mourão, disse que o Brasil não vai virar mendigo para pedir apoio de Joe Biden, presidente dos EUA…

– Concordo que o Brasil não vai virar mendigo. O Brasil já é mendigo e faz tempo…

Covid no asilo

Em Terra Boa, 16 idosos e 12 funcionários do asilo São Vicente de Paulo contraíram a covid-19.

Ninguém precisou ser internado, mas o susto foi grande, pois todos os internos já tinham recebido as duas doses da vacina.

Em Campo Mourão, aonde o surto chegou antes da vacina, 11 internos asilo acabaram morrendo pela doença.

Imagine o trabalho, o cuidado, o profissionalismo, as precauções a todo instante que trabalhadores e voluntários do Lar São Vicente de Paulo de Umuarama dedicam aos nossos idosos.

E enfrentando queda de arrecadação, doadores dispersos, custos crescendo, não é nada fácil.

Abriu a porteira

O Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região reconheceu como acidente de trabalho a morte por Covid-19 de um motorista de caminhão ao entender que ele se contaminou durante atividades da profussão.

Com isso, a família da vítima terá direito à indenização por dano moral no valor de R$ 200 mil, além de pagamento de pensão à filha até que ela faça 24 anos.

A decisão é do juiz Luciano José de Oliveira, da Vara do Trabalho de Três Corações (MG), e deve servir de alerta a empresários que chegam a forçar trabalhador com sintoma de covid-19 a comparecer ao trabalho.

Metafísico

Renan Calheiros na relatoria da CPI da Pandemia é para dar medo em Bolsonaro ou ao povo brasileiro?

Policromático

Coisas impossíveis de esconder durante muito tempo; o sol, a lua e a verdade…

E já que perguntar não ofende…

Então fica estabelecido que aquilo que não é constitucional hoje pode ser a jurisprudência de amanhã, é?

Adesivo

Capitalismo é tão cruel, que o cidadão tem medo de perder o emprego, tem medo de perder o negócio e não tem medo de perder a vida.

Equilíbrio é bom e mantem a sociedade em pé…

Ele disse:

O Supremo discordou da visão e por duas vezes decidiu no seu plenário que a responsabilidade era de estados e municípios para conduzir a pandemia. As decisões e o julgamento foram exatamente para tirar a autoridade do presidente. Lamento profundamente o ativismo político do judiciário no Brasil”.

De Ricardo Barros, líder do governo, sobre o STF retirar os poderes do presidente e agora culpar o governo pela pandemia.