Aragão Filho

Coluna

Aragão Filho

24/09/2020 07H18

Visita ao Ilustrado

O diretor do Ilustrado e da Ilustrada FM, Ilídio Coelho Sobrinho, recebeu anteontem a visita do empresário Marcelo Gomes do Nascimento, Marcelo da Revolução, que teve o nome aprovado na convenção do PV para ser candidato a prefeito de Iporã. Marcelo estava acompanhado do ex-prefeito Cássio Trovo.

Procon agindo

Procon voltou a notificar postos de combustíveis por aumento no preço da gasolina e do etanol.

Foi em Maringá.

Impulso ilegal

O fato serve de alerta aos candidatos; Fernando Francischini e o Partido Social Liberal (PSL) foram condenados ao pagamento de R$ 30 mil em multa, cada, totalizando R$ 60 mil, por impulsionamento irregular nas redes sociais.

A ação foi proposta pelo Partido NOVO, que apontou 59 impulsionamentos ilícitos realizados na página do PSL Paraná no Facebook.

Metafísico

A rede Globo vai regravar a novela Pantanal, mas cadê o Pantanal?

Rainha do Brejo

Guarabira é uma pequena cidade do interior da Paraíba, conhecida como a ‘Rainha do Brejo’.

É de lá a empresa que recebeu autorização do Tribunal de Justiça do Paraná para monitorar eletronicamente os cerca de 10 mil presos do sistema penitenciário paranaense por meio de tornozeleiras.

A empresa se chama Show Prestadora de Serviços do Brasil LTDA e já foi acusada de irregularidades no Tocantins..

Véio, na boa, alguém precisa avisar as autoridades que tornozeleira eletrônica e nada são exatamente a mesma coisa…

Papo rápido

– A grande imprensa está dizendo que o presidente mentiu no discurso na ONU…

– Na realidade, quem anda mentindo mais do que o normal é a grande imprensa…

Receita

A partir do dia 1° de outubro o horário do atendimento presencial da Agência da Receita Federal será alterado.

A agência passará a atender ao público das 8 às 12 horas.

O motivo da alteração é a unificação dos horários de atendimento determinados pela Superintendência da 9ª Região Fiscal da Receita Federal, que abrange o Paraná e Santa Catarina.

A Receita Federal oferece quase todos os seus serviços online, o que já vinha proporcionando diminuição no atendimento presencial.

Faz de conta

A população da Itália aprovou em plebiscito a redução do número de senadores e deputados.

No Brasil, vai recomeçar o faz de conta da diminuição de cadeiras nos legislativos.

Quase todos os políticos dizem concordar com a redução quando indagados.

Mas na hora de votar pra valer, empurram com a barriga…

É só teatro…

Ela disse:

Chique para mim é o simples. Ter uma horta é muito mais luxuoso do que ter uma Ferrari. Acho qualquer tipo de ostentação cafona”.

De Rita Lee.

Escrito apenas ontem…

Os nossos inimigos contribuem mais do que se pensa para o nosso aperfeiçoamento moral. Eles são os historiadores dos nossos erros, vícios e imperfeições.

– Marquês de Maricá.

Cerveja de aipim

O governo de Goiás está animando, e incentivando muito, o projeto para a produção de cerveja de mandioca.

Sem querer inticar com a cerveja de mandioca alheia, cada um toma a cerveja que quiser, mas para carregar o nome de cerveja é preciso que seja cerveja.

Se bem que já estamos tomando ‘cerveja’ de milho, mas, da mesma forma, isso não é cerveja.

Niver

A televisão está completando 70 anos no Brasil.

A constatação é que ela está muito pior 70 anos depois.

Os programas, principalmente os noticiários, estão chatos, repetitivos, com as mesmas imagens e descaradamente tendenciosos.

Morre o mais ortodoxo soulman brasileiro

O músico Gerson King Combo morreu na noite desta terça-feira, 22, aos 76 anos. Ele estava no posto de assistência médica de Irajá, no Rio. Conhecido como “James Brown brasileiro”, sofreu uma infecção generalizada por complicações da diabete.

Nascido no Rio, Gérson Rodrigues Côrtes era irmão de Getúlio Côrtes, autor de Negro Gato, cantada por Roberto Carlos e Luiz Melodia. Um de seus principais álbuns foi Gérson King Combo Volume I, lançado em 1977, que contava com o sucesso Mandamentos Black. Gerson passou mal na última semana, dia 21, e teve sua apresentação no Caxias Music Festival cancelada.

O artista ficou identificado com uma linha de soul brasileira mais ortodoxa, colada ao funk que se fazia nos Estados Unidos desde 1970. Ele mesmo citava como influenciadores nomes como o roqueiro Little Richard, de James Brown, Chubby Checker e King Curtis, de quem acabaria herdando parte de seu nome artístico.

Mas nem sempre foi assim. Quando surgiu com seu LP de 1970, chamado Gerson Combo e a Turma do Soul, pelo selo Polydor, tudo o que tentou fazer foi, como Tim Maia, se aproximar da chamada MPB com a força que havia retirado do R&B de matriz norte-americana.

E assim fez um de seus discos mais raros e pelo qual não será muito lembrado. Um álbum que contava com a presença do grupo Os Diagonais e arranjos do maestro Waltel Branco. A guitarra viajante de Na Baixa do Sapateiro a tornava um alucinante samba soul. Aos Pés da Santa Cruz, um risco mais alto por ter sido gravada por João Gilberto em Chega de Saudade, de 1959, acabou profanada na bagunça de ritmos desencontrados. Mas – se Tim podia ele também tentaria – levou as regionalidades do Xote das Meninas para um banho de Motown regravando-a cheia de groove soul.

Sete anos depois, sua personalidade estava mais bem definida para lançar uma das faixas com a qual mais seria identificado, Mandamentos Black, um texto sobre a afirmação racial que não estava fora dos radares dos militares. Toni Tornado já havia saído de um festival direto para a delegacia depois de ter feito o gesto do movimento dos Panteras Negras no Maracanãzinho ao cantar Black Is Beautiful e Dom Salvador lançado um “perigoso” álbum com a mão esquerda colocada sutilmente de punho cerrado sobre uma mesa.

Gerson voltou aos palcos com mais frequência no final dos anos 1990, reconduzido aos interesses da cena que ainda restava sobre a velha escola da black music feita em português.