Policial

PELO AR E POR TERRA

Após onda de roubos, polícia deflagra operação de ‘caça’ a criminosos

17/06/2020 20H12

Umuarama – A Polícia Civil de Umuarama deflagrou na tarde desta quarta-feira (17) uma operação de ‘caça’ a uma quadrilha suspeita de realizar pelo menos quatro roubos em Umuarama no intervalo de um mês. O alvo dos criminosos são cabos de cobre, que no comércio informal custa em média R$ 23 o quilo.

FORÇAS SEGURANÇA

A ação contou com ao menos 30 policiais entre civis e das polícias Ambiental, Militar (Rotam e Canil) e do Grupamento de Operações Aéreas (GOA) da Polícia Civil, sediado em Londrina. Os trabalhos foram interrompidos no início da noite e serão retomados nas primeiras horas desta quinta-feira (18).

ÁREA DE BUSCA

Segundo o delegado-adjunto da 7ª SDP, Gabriel Menezes, as equipes se dividiram para atingir um raio de pelo menos 80 km partindo da Estrada Guarani, em Cruzeiro do Oeste, onde foi encontrado abandonado no início da manhã desta quarta-feira (17) um Chevrolet Celta prata, levado durante o segundo roubo as obras de construção do shopping Palladium, em Umuarama.

Diversas equipes percorreram estradas rurais nos municípios de Umuarama, Cruzeiro do Oeste e Mariluz. E pelo ar um helicóptero do GOA chegou até Goioerê. A suspeita é que a quadrilha esteja escondendo os produtos roubados em alguma propriedade rural próxima a Capital da Amizade. Houveram diversas abordagens e a checagem de documentação, mas nenhum suspeito foi identificado.

“Como durante os roubos ao shopping os ladrões fizeram pelo menos duas viagens para levar o material, acreditamos que o local onde esses produtos estão sendo escondidos fica próximo”, explicou o delegado-chefe da 7ª SDP, Osnildo Carneiro Lemes.

QUADRILHA

De acordo com o delegado, a polícia trabalha com a hipótese dos criminosos serem de fora de Umuarama, mas estarem recebendo informações privilegiadas sobre os alvos da quadrilha. Em todas as ações, os criminosos levaram outros bens, mas o objetivo era sempre o roubo de cabos de cobre. O valor do prejuízo deixado até o momento pela quadrilha não foi divulgado.

Segundo estimativa da polícia a organização tem entre seis e oito membros ao menos e estão se especializando a cada ação bem-sucedida.

Ainda segundo Lemes, os criminosos estão usando uma caminhonete F-250 verde-musgo, tomada em assalto a uma empresa na madrugada do último dia 05, quando ladrões armados invadiram a casa da família que reside nos fundos da empresa, no Parque Industrial I, fizeram todos reféns e fugiram levando entre outros bens o veículo.

“Estamos a procura do veículo, que foi roubado e agora está sendo usado pelos criminosos para o transporte do que levam nos assaltos”, afirmou o delegado.

CRONOLOGIA DOS ROUBOS

19 de Maio – Pelo menos oito homens armados rendem o vigia da construção do shopping Palladium. Os criminosos chegaram durante a noite e saíram na madrugada, levando uma pick-up do funcionário, além de materiais de construção, principalmente cabos de cobre. Três dias após a Polícia Militar chegou a encontrar parte do material roubado as margens da estrada Juvenal, em meio a matagal.

25 de Maio – Homens armados invadiram a Usina de Álcool Santa Terezinha, no distrito de Serra dos Dourados, em Umuarama. O vigia foi rendido durante a madrugada e os ladrões fugiram levando cabos de cobre, um caminhão e uma pick-up Fiat Strada, encontrada abandonada em meio a canavial horas depois;

05 de junho – Por volta das 21 horas homens armados arrombam a porta de uma residência localizada nos fundos de empresa no Parque Industrial I. Os moradores foram feitos reféns e amarrados enquanto o bando invadia a empresa e após fugia levando entre outros bens cabos de cobre e uma caminhonete F-250 verde-musgo.

16 de Junho – Ladrões invadiram pela segunda vez as obras da construção do Shopping Palladium em Umuarama e levaram materiais de construção e até uma geladeira usada pelos trabalhadores.

Um Chevrolet Celta prata levado pelos criminosos e pertencente ao vigia da obra, foi encontrado no início da manhã na estrada Guarani, em Cruzeiro do Oeste, a cerca de 3 km da PR-323, em meio a uma plantação de mandioca em uma ação conjunta das polícias militares de Umuarama e Cruzeiro do Oeste e com apoio da Polícia Ambiental

Segundo a Polícia Militar, o vigia armado de 49 anos e um amigo de 31 anos foram rendidos por quatro homens armados. As vítimas foram amarradas e mantidas reféns em uma sala da obra e teriam sido ameaçadas de morte pelos criminosos.

Ainda segundo a PM, as vítimas contaram que enquanto estavam amarrados mais criminosos chegaram ao local para ajudar na pilhagem. A quantidade de material levada e o valor do prejuízo não foi divulgado. Pertences pessoais dos reféns também foram levados.