Umuarama

ORIENTAÇÃO

Após grave incidente, equipe do Pronto Atendimento alerta para risco de engasgo com bala

14/04/2023 18H03

Jornal Ilustrado - Após grave incidente, equipe do Pronto Atendimento alerta para risco de engasgo com bala

O rápido atendimento prestado pela equipe do Pronto Atendimento 24h de Umuarama foi decisivo para reanimar uma criança de seis anos vítima de engasgo com uma bala mastigável na última quarta-feira, 12. O incidente aconteceu em um supermercado nas imediações da Praça dos Xetá. No momento de desespero, com a criança já desmaiando, a mãe e um funcionário do mercado levaram a criança às pressas para o PA e o menino pôde ser reanimado.

Jornal Ilustrado - Após grave incidente, equipe do Pronto Atendimento alerta para risco de engasgo com bala

O coordenador do Pronto Atendimento, enfermeiro Anderson Luís Candiani, disse que o Samu foi acionado, porém com o desmaio do filho a mãe pediu socorro para transportar o menino imediatamente e isso fez a diferença. “Assim que chegou, já desacordada e sem batimentos cardíacos, a criança foi encaminhada à sala de emergência para atendimento pela equipe de plantão comandada pelo médico Leonardo Sandri. Ele realizou os procedimentos de reanimação e ela voltou a respirar”, explicou.

Como a respiração ainda estava difícil, o médico realizou a desobstrução da traqueia com uma pinça e conseguiu remover a bala, liberando a passagem do ar. “Mesmo assim foi necessário intubar o paciente, por conta das lesões provocadas pelo engasgo. Após ser estabilizado ele foi transferido ao hospital Norospar e de lá seguiu para o Hospital Bom Samaritano, em Maringá, onde permanecia internado na UTI, nesta sexta”, acrescentou o coordenador.

Jornal Ilustrado - Após grave incidente, equipe do Pronto Atendimento alerta para risco de engasgo com bala

De acordo com a mãe, o menino está se recuperando bem e sua condição é estável. O coordenador do PA alerta os pais e responsáveis por crianças sobre a ingestão de doces e outros alimentos, especialmente essas balas. “O doce que causou o engasgo tem formato de olho, é ovalado, gelatinoso e liso. É importante sempre observar as crianças quando estão comendo e conhecer as manobras de socorro para o caso de um engasgo, o que é bem comum no dia a dia”, alertou.

O secretário municipal da Saúde, Herison Cleik da Silva Lima, parabenizou a equipe pelo bom trabalho, “que permitiu salvar a vida de uma criança”, e destacou a integração da equipe. “Nesse caso, como em outras emergências, é fundamental o entrosamento entre os enfermeiros, médicos, recepcionistas, o serviço social e demais setores do Pronto Atendimento. Ali trabalham 78 profissionais e os plantões são realizados por mais de 60 médicos”, lembrou.

O prefeito Hermes Pimentel também felicitou os profissionais do PA. “Eles têm importante função de salvar vidas e fazem um bom trabalho. O Pronto Atendimento faz cerca entre 7 mil a 10 mil atendimentos por mês e na absoluta maioria os pacientes voltam para casa medicados e com a saúde restabelecida”, comentou.

Cerca de 20% dos atendimentos da unidade são casos de urgência e emergência, porém em torno de 80% são casos de menor gravidade, que poderiam ser atendidos nas unidades básicas de saúde. “Este é uma realidade que precisa ser mudada. O PA é destinado a urgências e emergências, porém os pacientes de maior gravidade – como o menino que engasgou com a bala – acabam dividindo a atenção dos médicos com esse alto volume de atendimentos pouco urgentes”, alertou o secretário Herison Lima.