Policial

TRÁFICO DE DROGAS

Alto Paraíso: posto da PRF é um dos que mais apreende drogas no Brasil

23/07/2019 19H45

 

Ato Paraíso – A Unidade Operacional da Polícia Rodoviária Federal de Alto Paraíso é uma das que realiza mais apreensões de drogas no Brasil. No intervalo de 40 dias foram mais de três toneladas de maconha apreendidas.

Somente na tarde desta terça-feira (23) mais 936,8 quilos da droga foram encontradas escondidas em compartimentos secretos de um ônibus ‘disfarçado’ de escolar. Na ação os policiais também apreenderam 14,6 quilos de skunk. Derivado da Cannabis sativa, o skunk tem uma concentração do princípio ativo THC até sete vezes maior do que a maconha.

A EXPERIÊNCIA

Segundo o agente Sziminovicz os flagrantes acontecem durante fiscalizações de rotina, em frente ao posto da PRF, na BR-487, localizado ao pé da ponte de Porto Camargo, que liga o Paraná a Naviraí (MS). “Paramos muita gente sem habilitação e muitas vezes acabamos descobrindo as drogas. A experiência nos leva a desconfiar e encontrar drogas em lugares que nem imagina”, explicou o agente da PRF.

E foi assim, em uma abordagem de rotina, na data em que se comemora o Dia do Patrulheiro Rodoviário, que o ônibus amarelo, com placas de Londrina, foi abordado por volta das 13 horas desta terça-feira. “Eles sempre deixam algo que não está certo e é ai que pegamos”, salientou Szminovicz.

MACONHA

E ele estava certo. O veículo estava ‘recheado’ com quase uma tonelada de maconha escondido em compartimentos nas laterais e embaixo do veículo. Ele e o agente Caldeira levaram mais de quatro horas para retirar e pesar toda a droga. Neste, a tarja preta com a escrita ‘escolar’ foi colocada por cima da faixa anterior e era possível visualizar o nome da viação e até o número do veículo quando era usado no transporte coletivo urbano.

QUADRILHA

Ainda segundo o agente, há grande chances do ônibus apreendido na terça-feira pertencer a mesma organização criminosa que tentou passar no local com outro ônibus escolar no último dia 13 de junho, quando foram encontrados 1.841 quilos de maconha. Na ocasião a condutora não era habilitada. “Tinha droga até nos degraus do assoalho. Tivemos que tirar todo o assoalho daquela vez. Achamos que é da mesma quadrilha por causa do material. A borracha, por exemplo, é igual do primeiro ônibus apreendido”, esclareceu o agente da PRF.

EM NÚMEROS

Levantamento da PRF apontou que entre janeiro e junho foram apreendidas 14,9 toneladas de drogas nas estradas federais do Paraná. Deste total 13,7 toneladas foram de maconha.

Na ação de terça-feira (23) o condutor do ônibus, um homem de 31 anos, contou que pegou a droga em Naviraí (a 95 km de Alto Paraíso) e entregaria em um posto de combustível em Maringá. Pelo trajeto de 310 km o motorista profissional receberia R$ 5 mil. Essa foi a segunda vez que ele foi preso em flagrante transportando drogas. A primeira, em 2013, tinha pasta base de cocaína escondido em um Fiat Uno. Foi preso e passou quase dois anos recolhido. “Paguei certinho. Agora vou pagar de novo”, contou. O motorista e a droga foram entregues na delegacia da Polícia Civil de Xambrê. A pena prevista para o tráfico de drogas vai de 5 a 15 anos de prisão.