Umuarama

CORONAVÍRUS

Volta das aulas presenciais é adiada para 5 de abril na rede municipal de Umuarama

11/03/2021 09H34

Apesar da autorização do governo do Estado, a Secretaria de Educação de Umuarama decidiu adiar para 5 de abril a volta das aulas presenciais nas escolas municipais – para os centros de educação infantil (CMEIs) ainda não há previsão. A medida foi adotada depois de reuniões entre o prefeito Celso Pozzobom, a secretária da Educação, Mauriza de Lima Menegasso, e a secretária de Saúde, Cecília Cividini, diante da escalada de casos positivos de coronavírus e da escassez de leitos para internamento dos pacientes com sintomas mais graves da doença.

“Decidimos adotar cautela neste momento porque, mesmo com todos os cuidados, a retomada das aulas na rede municipal aumentaria a circulação de pessoas pela cidade, levando e buscando os alunos nas nossas 22 escolas, além de outras instituições ligadas ao ensino municipal”, disse o prefeito Celso Pozzobom. A nova data depende, ainda, de avaliações futuras do cenário.

“Estamos tomando todos os cuidados possíveis para tentar conter a transmissão do vírus, fazendo a nossa parte para aliviar a pressão sobre os hospitais. Por isso, contamos com a compreensão da comunidade e a colaboração da população, reforçando as medidas preventivas contra a Covid-19 para que o cenário esteja melhor nas próximas semanas”, acrescentou. “Isso é fundamental para a volta dos alunos às escolas”, apontou.

Nesta terça-feira, Umuarama teve aumento expressivo no número de casos com o registro de 115 novos diagnósticos positivos e um óbito. Nesta quarta foram mais 67 casos positivos e outro óbito – até o momento, 98 umuaramenses já perderam a vida para a Covid-19 e hoje, mais de 3 mil pessoas estão isoladas após testarem positivo para o coronavírus; mais de 40 estão hospitalizadas e há ainda 2.776 casos suspeitos em investigação.

“Desde o início do ano estamos nos preparando, treinando professores e funcionários das escolas, adquirindo insumos, definindo rotinas e cuidados para que a volta das aulas presenciais ocorra com segurança. Mas, diante do cenário atual, não é possível garantir essa segurança. Continuaremos com os conteúdos remotos, videoaulas e materiais para atividades em casa até que seja possível reabrir as salas de aulas. Os pais dos alunos serão orientados”, concluiu a secretária Mauriza Lima.