Umuarama

Educação

Umuarama está na seletiva para a Olimpíada Internacional de Astronomia

30/08/2021 16H07

Jornal Ilustrado
Gabriel Franzon Eichlt conquistou a medalha de Prata e uma vaga na pré-seleção para as Olimpíadas Internacionais de Astronomia de 2022

Em um ano marcado por muitas mudanças e adaptações, especialmente para as instituições de ensino brasileiras, a XXIV edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA) bateu recorde de inscritos, com mais de 900 mil alunos matriculados em 10 mil escolas de duas mil cidades brasileiras participaram do evento que, pela primeira vez, foi realizado em formato híbrido (presencial e virtual).

Entre os estudantes de todo o Brasil, Gabriel Franzon Eichlt, da 3ª série do Ensino Médio do Colégio Sesi da Indústria em Umuarama, conquistou a medalha de Prata e uma vaga na pré-seleção para as Olimpíadas Internacionais de Astronomia de 2022, que será realizada na cidade de Lyon, na França. Ao todo, os Colégios Sesi da Indústria no Paraná levam nove estudantes premiados com 05 medalhas de Ouro, 03 medalhas de Prata e 01 medalha de Bronze, para a pré-seleção.

“O que mais me chamou a atenção em relação à OBA foi a forma como os temas foram abordados nas questões. Achei bem diferente do padrão, trazendo um problema do cotidiano ou que acontece em alguma situação, ao invés de simplesmente um problema para ser respondido”, comentou Gabriel que já prepara a sua rotina de estudos para a pré-seleção internacional. “Estou estudando cerca de uma hora por dia, para não exceder muito, com o conteúdo que tenho disponível na internet. Também pretendo ver os vídeos da OBA pra me preparar melhor, mas ainda tenho muita coisa para estudar”, explicou.

No total, são 8.700 alunos de Ensino Médio em todo o território nacional convocados para as seletivas que acontecem, de forma online, nos meses de setembro, outubro e dezembro. Ao lado de Gabriel, participam outros oito alunos do Ensino Médio dos Colégios Sesi da Indústria do Paraná, medalhistas de ouro, prata e bronze nesta XXIV OBA.

Os 200 melhores serão selecionados para um treinamento intensivo, programado para acontecer no mês de março de 2022, no Rio de Janeiro, com provas teóricas, observacionais reais ou em planetário, e de cartas celestes. Ao final deste processo, os 40 estudantes com os melhores resultados irão compor as equipes brasileiras para as Olimpíadas Internacionais de Astronomia de 2022: XV IOAA – International Olympiad of Astronomy and Astrophysics, e XIV OLAA – Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica.

“Ficamos muito felizes quando percebemos que um aluno realmente levou a sério, estudou e conseguiu alcançar seu objetivo por seus próprios méritos, com muita força de vontade. Ficamos muito felizes com este resultado e com a conquista do Gabriel, representando a nossa cidade na competição”, destaca o físico e professor do Colégio Sesi da Indústria em Umuarama, Higor Belafronte de Andrade.

Jornal Ilustrado
Professor Higor ressaltou a importância do evento e o bom resultado conquista por Gabriel

Ao todo, a XXIV OBA contou com 18.090 estudantes paranaenses inscritos por meio de 384 escolas no Estado.

Sobre OBA

A OBA é realizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Universidade Paulista (UNIP). Podem participar alunos de todos os anos do Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio em todo território nacional e no exterior, desde que por escolas de língua portuguesa. Com duração de duas horas para o nível fundamental e de três horas para o nível médio, as provas são distribuídas em quatro níveis de dificuldade, com temas pertinentes à grade curricular e respeitando a idade do aluno em relação a série que está matriculado.