Umuarama

CORONAVÍRUS

Saúde se desdobra em ações de combate à pandemia, mas população precisa ajudar

23/06/2020 08H43

As ações de prevenção e combate à pandemia de Covid-19 em Umuarama tem mostrado um relaxamento perigoso da população com relação às medidas recomendadas por decretos municipais e protocolos dos organismos oficiais da área de saúde.

Enquanto o número de casos positivos continua aumentando, equipes de fiscalização e voluntários que ajudam na orientação em locais públicos têm se deparado com aglomerações, pessoas sem máscara e desrespeito ao distanciamento social, além da inobservância à recomendação de recolhimento domiciliar especialmente nos fins de tarde e finais de semana.

Apesar de todos os esforços, a situação tem se mostrado de difícil controle. “As pessoas precisam entender que o melhor que podemos fazer é prevenir, nos precaver com as medidas preventivas para reduzir o risco de exposição ao contágio. Muita gente pode estar com o vírus e não ter sintomas (assintomático), transmitindo-o para familiares e amigos sem saber por não respeitar as recomendações de isolamento, distanciamento social e uso de máscara entre outros cuidados”, alertou a secretária municipal de Saúde, Cecília Cividini.

Umuarama tem hoje 70 casos positivos de Covid-19, com 22 ativos – quatro hospitalizados e 18 pacientes em isolamento domiciliar, monitorados pelo Centro de Operações de Enfrentamento à Covid-19 (COE) Municipal. Há ainda 204 pessoas com suspeita de infecção pelo coronavírus, dos quais 201 estão em isolamento, também monitorados, e três hospitalizados.

AÇÕES

Para tentar reduzir a circulação do vírus a Prefeitura tem atacado em várias frentes, especialmente na fiscalização, distribuição de máscaras e orientação. “Precisamos convencer a população a se proteger. Para a situação se complicar ainda mais, basta que alguns desses pacientes tenham o quadro de saúde agravado, comprometendo a capacidade do nosso sistema hospitalar, que atende Umuarama e uma região com mais de 300 mil habitantes”, lembrou a secretária.

Com cargos comissionados de várias secretarias municipais atuando de forma voluntária, a Prefeitura tem orientado a população sobre as medidas preventivas em pontos de grande movimento e distribuído máscaras laváveis para pessoas que circulam em público sem o acessório. Houve ações no Bosque Uirapuru, no pátio rodoviário da Prefeitura, no Lago Aratimbó, campos de futebol e nas praças. Os brinquedos infantis estão interditados, para evitar aglomeração, e as competições esportivas – mesmo confraternização – estão proibidas.

No comércio em geral as vistorias são diárias – algumas em parceria com entidades representativas – e a fiscalização tem flagrado muitas situações de desrespeito às normas sanitárias especiais decorrentes da pandemia, tanto por empresários quanto por colaboradores e clientes. O prefeito Celso Pozzobom destaca o grande esforço que o município tem feito para chegar a todos os bairros e segmentos da população, “mas o sucesso dessa empreitada depende mais dos munícipes do que das autoridades”, apontou.

“De nada vale a gente empregar todos os recursos para conter a pandemia se a população não incorporar as medidas preventivas na sua rotina, no seu dia a dia, e respeitar as recomendações. O tempo não é de festa, de churrasco, de aglomeração. O momento é de se cuidar, se recolher, pensar na saúde própria e dos familiares. Muitos já estão sofrendo com os efeitos da Covid-19, seja na saúde, no comércio, na rotina diária, e a situação tende a piorar se o comportamento não mudar”, alertou Pozzobom.

FISCALIZAÇÕES

A Prefeitura tem realizado Ações Integradas de Fiscalização Urbana (Aifu) reunindo as equipes da Vigilância Sanitária, Fiscalização de Posturas, Diretoria de Meio Ambiente e Guarda Municipal, com apoio das polícias Militar e Civil e Corpo de Bombeiros, que resultam em vários autos de infração, notificações e fechamento de estabelecimentos que não respeitam as determinações dos decretos municipais.

Na última semana, apenas na sexta-feira, 19, foram três comércios fechados, um autuado e dois notificados na cidade, além da interdição de bares por falta de condições sanitárias também nos distritos. No sábado, 20, foram autuados quatro bares e três festas em residências de Santa Eliza, orientações em todos os bares de Serra dos Dourados, um bar e uma barbearia foram interditados em Umuarama, além de uma festa com 35 pessoas na Estrada Jurupoca e orientações aos lanches da Avenida Rio Grande do Norte.

AGLOMERAÇÃO

A fiscalização acontece especialmente em bares e lanchonetes e na maioria deles, proprietários e clientes observavam as medidas de prevenção, como uso de máscara, distanciamento e disponibilização de álcool gel. O problema mais comum são aglomerações, falta de uso da máscara e desrespeito ao distanciamento social.