Umuarama

IMUNIZAÇÃO

Primeira umuaramense vacinada contra covid-19 foi a técnica de enfermagem Glória

19/01/2021 19H37

Mesmo com a dificuldade para o avião pousar, devido as condições climáticas, as 3.120 doses do imunizante CoronaVac destinadas para a 12ª Regional de Saúde chegaram, na terça-feira (19), em Umuarama. No mesmo dia, a Secretaria de Saúde de Umuarama junto com a Regional de Saúde realizaram a abertura da campanha de vacinação, às 19h, com a imunização de seis profissionais da saúde. Para Umuarama são 1.600 doses.

A primeira umuaramense a receber a vacina – produzida pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan – foi a servidora pública, a técnica de enfermagem Maria da Glória de Souza, a Glorinha, por ser a profissional de saúde com maior idade do município. Ela atua na Unidade Básica de Saúde do Ouro Branco e é servidora do Município desde o ano 2.000.

Glorinha trabalha na saúde ha 30 anos e durante este tempo foram dias de dedicação aos pacientes. “Meu primeiro trabalho na saúde foi em Assis Chateaubriand em 1991. Hoje eu me sinto emocionada e com muita esperança. Também me sinto privilegiada por ser a primeira umuaramense a ser vacinada”, disse.

A servidora também alertou que este é o começo da imunização e por isso as pessoas precisam continuar se cuidando, seguindo as recomendações de prevenção ao contÁgio do novo coronavírus. “É só o início e agora vou trabalhar menos tensa e com mais tranquilidade”, finalizou Maria da Gloria.

Além de Glorinha, também foram imunizados a médica Carla Dalpont (responsável da Ala covid Uopeccan), enfermeira Geovana Priscila Cheron Piva (equipe hospital Uopeccan), o médico Ronaldo de Souza (pneumologista hospital Cemil e diretor da Unimed), técnica de enfermagem Joice dos Prazeres Silva (equipe Hospital Uopeccan), o Raphael Chalbaud Biscaia Hartmann (infectologista Hospital Nossa Senhora Aparecida), Cristiani Andrade Martins Barbosa (serviços gerais ala covid hospital Uopeccan) e a técnica de enfermagem do município Luzia Alvarenga.

O prefeito Celso Pozzobom e a secretária de Saúde de Umuarama, Cecilia Cividini, lembraram do começo da luta contra o coronavírus e dentro das vitórias, também as críticas que a administração municipal recebeu. Porém, para eles as medidas tomadas foram assertivas para colocar Umuarama com um dos municípios com menos mortes. “Esta é um começo, uma pequena luz após meses de luta contra o vírus. Mas são poucas vacinas e por isso precisamos continuar seguindo as medidas restritivas. Vamos continuar lutando, pois nossa primeira medida de combate chegou e vamos usá-la”, enfatizou o prefeito Celso Pozzobom.

A secretária de Saúde Cecília Cividini informou que a imunização seja disponibilizada imediatamente aos demais profissionais de saúde e na sequência a outros grupos prioritários. A segunda dose deve ser recebida em quatro semanas. “É um momento de grande esperança e alegria, pois agora temos uma arma importante para combater a pandemia em nossa cidade. Começamos pelos profissionais de saúde, importantíssimos no atendimento e tratamento dos pacientes da covid-19, que tem salvo muitas vidas. Depois atenderemos outras faixas da população, seguindo o Plano Estadual de Imunização (PEI) estabelecido pela Sesa”, definiu.

Emocionada a diretora da 12ª Regional de Saúde, Viviane Herrera, ressaltou que a vacina salva vidas e este é mais um passo na longa caminhada para a imunização da população. “Quantas dificuldades, reuniões, leitos lotados, sistema saturado, dias difíceis e eu só tenho para agradecer toda a equipe da Saúde. Eu tenho muito orgulho de ser um profissional de saúde e orgulho do SUS e de trabalhar para Saúde do Paraná”, disse.

PLANO DE VACINAÇÃO

Segundo o Plano Estadual de Vacinação contra a covid-19, na primeira etapa da vacinação a população alvo é composta por profissionais que aplicarão as vacinas, pessoas com mais de 60 anos que residem em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) e os profissionais que atuam nos locais, população indígena e todos os trabalhadores que atuam em unidades de saúde que atendem pacientes com suspeita ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus. Na sequência o Estado planeja vacinar pessoas com 80 anos ou acima desta idade, pessoas entre 75 e 79 anos e assim sucessivamente até aqueles que tem idade variando entre 60 e 64 anos.

Maria da Glória de Souza, a Glorinha
Maria da Glória de Souza, a Glorinha
médica Carla Dalpont
Médica Carla Dalpont
Técnica de enfermagem Joice dos Prazeres Silva
A técnica de enfermagem Joice dos Prazeres Silva
O médico Ronaldo de Souza
O médico Ronaldo de Souza
Enfermeira Geovana Priscila Cheron Piva
Enfermeira Geovana Priscila Cheron Piva
Serviços gerais Cristiani Andrade Martins Barbosa
Serviços gerais Cristiani Andrade Martins Barbosa
Médico Raphael Chalbaud Biscaia Hartmann
Médico Raphael Chalbaud Biscaia Hartmann
A técnica de enfermagem do município Luzia Alvarenga
A técnica de enfermagem do município Luzia Alvarenga