Umuarama

Meio Ambiente

Prefeitura de Umuarama idealiza projeto para acabar com assoreamento do Lago Aratimbó

04/02/2021 09H30

Mesmo após várias desassoreamentos, o Lago Aratimbó continua sofrendo com o problema e o que era para ser o cartão-postal de Umuarama se transformou em um brejo, constrastando com o desenvolvimento do lado leste da cidade. Desta forma, para tentar sanar o problema, a administração municipal, por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, está finalizando um projeto para regularizar a drenagem pluvial do local.

Em 2017 foi o último desassoreamento do Lago Aratimbó e na época a Secretaria de Obras contratou 500 h/máquina de escavadeira hidráulica ao custo de R$ 75 mil. Em outro processo licitatório – que fechou em R$ 324 mil – foram adquiridas 3 mil viagens de caminhão para o transporte dos resíduos.

Agora para evitar mais despesas com os constantes desassoreamentos e organizar as galerias que desembocam no lago, a administração municipal está finalizando um projeto para regularizar a drenagem pluvial. A obra consiste em deslocar a saída das galerias para a parte de baixo da Avenida Paraná e desta forma, evitar a continuidade do assoreamento. O estudo também visa colocar emissários nas saídas de todas as redes dos bairros lindeiros.

Hoje o lago sofre com a expansão de vários bairros ao longo do córrego que alimenta a barragem e que acabam jogando resíduos em seu leito, além de revolvimento de terra e erosões.

Outro problema do Aratimbó é o lixo deixado pelos visitantes. São quilos de sujeira, como garrafas PET, sacolas plásticas, copos, embalagens entre outros resíduos. No verão o local recebe uma gama de pessoas e todo lixo acaba indo para o leito do lago, principalmente em dias de chuvas, mesmo o espaço disponibilizando lixeiras.

Mais Melhorias

Entre o projeto para regularizar a drenagem pluvial do lago, a Prefeitura também está realizando um planejamento de melhorias estruturais e paisagísticas, porém, conforme a assessoria de imprensa da Prefeitura de Umuarama, a prioridade são as obras no sistema de drenagem pluvial no entorno do lago para, em seguida, se realizar o desassoreamento. A revitalização deverá vir na sequência.