sem nome

RODOVIA DA MORTE

MP denúncia por homicídio motorista de ônibus onde morreram 20 na PR-323

10/07/2019 18H03

Iporã – O Ministério Público de Iporã denunciou nesta quarta-feira (10) por homicídio culposo e lesões corporais o motorista que conduzia um ônibus da Secretaria de Saúde de Altônia que se envolveu em um grave acidente que resultou na morte de 20 pessoas.

A colisão que envolveu ainda um caminhão tanque com leite ocorreu no fim de outubro de 2016 na PR-323, em Cafezal do Sul. Na colisão os dois veículos pegaram fogo e as vítimas morreram carbonizadas.

Segundo a Promotoria de Justiça o motorista é apontado como o responsável por provocar o acidente. Agora depende da Justiça se aceita ou não a denúncia.

Segundo o MP, o inquérito policial que subsidiou o oferecimento da denúncia, o motorista teria agido com imprudência, conduzindo o ônibus na contramão, o que o levou a colidir frontalmente com um caminhão que vinha no sentido contrário.

A colisão provocou vazamento de combustível do caminhão, o que causou o incêndio nos dois veículos. Além da morte do motorista do caminhão e de 20 passageiros do ônibus, o acidente também causou lesões corporais em outras oito pessoas, também passageiras do ônibus.

O ônibus trazia pacientes de Altônia para realizar consultas e exames em Umuarama quando houve a colisão frontal com um caminhão tanque da empresa Lacto, de Cruzeiro do Oeste. Pelo menos 30 pessoas estavam no coletivo. Bombeiros de Umuarama e ambulâncias de diversos municípios auxiliaram no socorro as vítimas.