Cotidiano

CASO CLEVE MACHADO

Morre na prisão um dos acusados por morte de casal em Goioerê

07/05/2021 17H34

Mauro Cavalcante Sobrinho, o Ceará, estava preso desde setembro do ano passado na Peco, acusado de ser um dos autores da morte de casal de Goioerê

Mauro José Cavalcante Sobrinho de 58 anos, o ‘Ceará’, morreu no início da noite desta quinta-feira (6) após sofrer uma parada cardiorrespiratória no interior da cela que ocupava com outros detentos na Penitenciária Estadual de Cruzeiro do Oeste (PECO).

Segundo nota emitida pela Peco Cavalcante chegou a ser socorrido até o Hospital Municipal de Cruzeiro do Oeste, mas não resistiu e entrou em óbito quando era atendido.

Kawany Cleve Machado e Rubens Bigueti desapareceram em 03 de agosto de 2020

Morte de casal

Ele e mais três pessoas são acusados pelo Ministério Público pela morte do casal Kawany Grejanin Cleve Machado, então com 23 anos e Rubens Aparecido Bigueti Júnior, com 29 anos, em 03 de agosto de 2020. O processo corre pela Vara Criminal de Goioerê, onde o crime ocorreu.

Cavalcante foi preso em 19 de agosto de 2020 quando foi encontrado pela Polícia Civil escondido em uma casa no Parque Industrial, em Umuarama, juntamente com Alesandro Benatti de Souza Júnior, de 24 anos, também indiciado pela morte do casal goioerense. Na época havia mais quatro mandados de prisão em aberto por diversos crimes contra Cavalcante, que era fugitivo da cadeia pública de Medianeira.

Além de Cavalcante e Alesandro Benatti também respondem na Justiça por duplo homicídio qualificado Suziane Ferreira dos Santos, apontada pelo Ministério Público como a mentora e mandante do crime e Tatiana Aparecida da Silva, que teria cuidado do filho do casal durante o crime.

O crime

Kawany Cleve Machado e Rubens Bigueti desapareceram na noite de 03 de agosto do ano passado. O filho do casal, então com apenas três meses de vida foi encontrado durante a noite em uma calçada na saída para Moreira Sales. Na manhã seguinte o veículo da família, um Honda Civic foi encontrado totalmente carbonizado na área rural de Moreira Sales. Apesar das intensas buscas e da prisão dos suspeitos de envolvimento com o desapareceram os corpos nunca não foram localizados até o momento.

Nota da PECO

“Óbito de preso da PECO em hospital
Por volta das 18 horas, do dia 06/05, presos da PECO chamaram a atenção dos servidores, pois um dos presos estavam passando mal na galeria 17. Imediatamente os agentes verificaram que se tratava de Mauro José Cavalcante Sobrinho, que diante do quadro foi encaminhado ao Hospital Municipal de Cruzeiro do Oeste.
O preso apresentou quadro parada cardiorrespiratória, não sendo possível reverter, o mesmo veio a óbito no Hospital, o mesmo tinha 58 anos de idade.”