Cotidiano

CRIME EM AMAPORÃ

Irmão do chefe do IAT assassinado suplica por ajuda de Ratinho Jr.

28/08/2020 17H14

Na tarde desta sexta-feira (28) Carlos Alberto Galhardo fez uma postagem nas redes sociais onde suplica pela ajuda do governador Ratinho Júnior para que a polícia chegue até aos mandantes do assassinato do chefe regional do Instituto Água e Terra (IAT), antigo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Odair Galhardo, 51 anos.

POST

“Espero respostas do Governo do Estado! Meu irmão foi executado a trabalho do Estado! Suplico ao Ratinho Jr. põe (sic) toda a polícia do Estado atrás destes marginais e descubram os mandantes. Meu irmão era homem trabalhador e 100% do bem, peço que todos compartilhes para que sensibilize nossas autoridades”, conclui no post.

O CRIME

O crime foi no início da manhã, por volta das 7h15, após Odair descer do carro para abrir os portões do Parque Estadual de Amaporã, distante 37 km de Paranavaí. Ele foi alvejado por ao menos quatro disparos na cabeça e morreu ainda no local, antes mesmo da chegada de socorro. O carro da vítima ainda estava com o motor ligado e a porta aberta quando as primeiras pessoas chegaram até ao local.

Odair Galhardo estava a frente do IAT desde fevereiro de 2019. Ele morava em Santa Cruz do Monte Castelo, distante 61 km do Parque Estadual de Amaporã. Segundo o apurado Garlhardo foi vice-prefeito da cidade.

A Polícia Civil de Paranavaí está investigando o caso.